13 de maio de 2021Informação, independência e credibilidade
Maceió

Maceió vacina 5.087 pessoas em um dia e começa imunização de trabalhadores de saúde com mais de 50 anos

Imunização na capital vai seguir durante todo este fim de semana nos seis pontos fixos da capital

Maceió tem mostrado que vacinar a população contra a Covid-19 está em primeiro lugar. Somente nesta sexta-feira (19), foram vacinados 5.087 idosos com 72 anos ou mais e trabalhadores da saúde dos 55 a 74 anos.

Um dos novos pontos de vacinação em Maceió fica no estacionamento da Justiça Federal, na Via Expressa, próximo à entrada do Conjunto José Tenório — Foto: Ascomc

E a Prefeitura segue ampliando as faixas etárias para a vacinação contra a Covid-19. Por meio de suas redes sociais, no começo da noite desta sexta-feira (19), o prefeito JHC anunciou para o próximo domingo a imunização para trabalhadores de saúde com 50 anos ou mais.

Também hoje, a Secretária Municipal de Saúde (SMS) começou a imunizar idosos com 72 e 73 anos, além dos de 74 que passaram a receber as doses na quinta-feira, 18.

Todos esses grupos vão poder ser vacinados durante o fim de semana, nos seis postos fixos criados para a imunização, que são drive-thru do estacionamento do Jaraguá, drive-thru da Justiça Federal (Serraria), Shopping Maceió (Mangabeiras), Shopping Pátio (Benedito Bentes), Papódromo (Vergel do Lago), além da área externa do Ginásio Arivaldo Maia (Jacintinho). A vacinação será realizada das 9h às 16h.

“Sextou com boa notícia! Começa no domingo (21) a vacinação para trabalhadores de saúde com idade entre 50 e 54 anos. Estamos trabalhando muito duro para para garantir a imunização de todos. Novas doses chegando, ampliaremos ainda mais os públicos”. JHC.

Quem também comemorou o anúncio de nova etapa da vacinação foi o secretário municipal de Saúde, Pedro Madeiro.

“Como o prefeito afirmou em suas redes sociais, o trabalho em Maceió não para com o objetivo de imunizarmos o maior número de maceioenses que estiver ao nosso alcance. Agora, contemplamos mais um grupo de trabalhadores de saúde e vamos seguir nessa pegada”. Pedro Madeiro.

Ele ainda fez um apelo para que as pessoas não se desloquem em grande número para os postos, gerando filas e aglomeração. “Entendo o desejo das pessoas de se vacinar, mas não precisa ir todos de uma vez. Vai ter vacina pra todos das faixas que estamos anunciando. O excesso de pessoas gera aglomeração e a demora termina cansando os idosos”, afirma.

A vacinação para trabalhadores de saúde segue critérios da resolução nº 10 do Comitê Intergestores Bipartite de Alagoas – CIB-SUS/AL, de 16 de março de 2021.

Segundo a resolução do CIB, em virtude da indisponibilidade de vacinas em quantitativo suficiente para todos os trabalhadores de saúde, é necessário dar prioridade àqueles com idade mais avançada e finalizar a imunização com os mais jovens, sempre de acordo com as remessas de vacina enviadas pelo Ministério da Saúde.

Também conforme o documento, são trabalhadores de saúde todos aqueles que atuam em espaços e estabelecimentos de assistência e vigilância à saúde, sejam hospitais, clínicas, ambulatórios e laboratórios, dentre outros.

A resolução nº 10 explica que no universo do grupo de risco estão tanto os profissionais de saúde quanto seus respectivos técnicos e auxiliares, a exemplo de médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos, farmacêuticos, odontólogos, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, profissionais da educação física e médicos veterinários.

Também devem ser contemplados os trabalhadores de apoio dos serviços de saúde, tais como recepcionistas, seguranças, trabalhadores da limpeza, cozinheiros, auxiliares e motoristas de ambulância, dentre outros.

“Além disso, incluem-se aqueles profissionais que atuam em cuidados domiciliares (cuidadores de idosos, doulas/parteiras), bem como funcionários do sistema funerário que tenham contato com cadáveres potencialmente contaminados”, diz trecho da resolução do CIB.

Documentos – Para vacinação, é necessário apresentar os documentos comprobatórios a seguir:

  1. Os trabalhadores dos serviços de saúde de Maceió elencados nessa etapa precisam levar Declaração de Vínculo Empregatício emitida pelo Diretor-Geral ou Diretor Médico, atestando a condição do trabalhador, contracheque atualizado (mês anterior) ou carteira de trabalho comprovando vínculo ativo;
  2. Trabalhadores de saúde autônomos devem ter em mãos certidão de regularidade do respectivo conselho de classe;
  3. Assistência domiciliar e trabalhadores de serviços funerários precisam estar com a Carteira de Trabalho que comprove o vínculo ativo ou contracheque atualizado (mês anterior);