29 de novembro de 2021Informação, independência e credibilidade

Tag: Argentina

Apresentador argentino chama Bolsonaro de imbecil e pede o fechamento das fronteiras

Apresentador argentino chama Bolsonaro de imbecil e pede o fechamento das fronteiras

Vídeos
https://www.youtube.com/watch?v=IG0dFETFpP0 Um apresentador do TV C5N, da Argentina, observou o óbvio alto número de casos confirmados de coronavírus entre os países da América do Sul. E não deu outra: ele chamou Bolsonaro de ‘imbecil’ e pediu para blindar a fronteira da Argentina com o Brasil, após demitir Mandetta e colocar um ministro "que só diga sim". Vale lembrar que após empossar Nelson Teich, no cargo de Ministro da Saúde, o presidente Jair Bolsonaro disse que ia conversar com o Ministro Sérgio Moro e outros ministros para abrir as fronteiras do Brasil. "Por quê fechar as fronteiras? Por quê fechar a fronteira com o Paraguai, meu Deus do céu". Jair Bolsonaro, presidente.
Argentina suspende voos da Europa, EUA, Japão, Irã e China

Argentina suspende voos da Europa, EUA, Japão, Irã e China

Mundo
O governo argentino anunciou nesta sexta (13) a suspensão por 30 dias de voos procedentes da Europa e de outras regiões mais afetadas pelo coronavírus como parte de medidas incluídas num decreto que amplia a emergência sanitária por um ano. "Este decreto suspende por 30 dias os voos provenientes da Europa, Estados Unidos, Coreia do Sul, Japão, China e Irã". Alberto Fernández, presidente da Argentina. No texto, determina-se a suspensão inicialmente por 30 dias dos voos internacionais procedentes das zonas mais afetadas pela pandemia, mas indica-se que "suspensão temporária de voos" pode ser ampliada de acordo com a evolução da situação. Outro capítulo de exceção é a repatriação de residentes na Argentina. As companhias aéreas poderão operar até segunda-feira. Depois desse período,
FMI: Dívida argentina é insustentável

FMI: Dívida argentina é insustentável

Economia, Expresso
O FMI (Fundo Monetário Internacional) disse nesta quarta-feira (19) que a dívida argentina é insustentável e que credores privados precisarão dar uma contribuição significativa para que o país se restabeleça. Esta foi a conclusão da visita de uma semana do Fundo ao país, que está tentando evitar o calote de cerca de US$ 100 bilhões em empréstimos e títulos, em meio a uma recessão e inflação elevada. A forte elevação da dívida pública significa que o país precisaria de uma "operação de dívida definitiva –demandando uma contribuição significativa de credores privados" para restaurar a sustentabilidade da dívida. O comunicado oferece suporte ao novo governo peronista da Argentina, que tem insistido que o país não pode pagar suas dívidas a não ser que ganhe tempo para reavivar o crescimento
Fake news e tweet deletado: Bolsonaro mente sobre fechamento de empresas na Argentina

Fake news e tweet deletado: Bolsonaro mente sobre fechamento de empresas na Argentina

Política
Os principais jornais argentinos estamparam como manchete na manhã desta quarta-feira (6), em suas páginas web, a postagem em uma rede social do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro. A notícia causou alarde na Argentina, sendo o destaque dos noticiários matutinos. A publicação feita no Twitter dizia: "MWM, fábrica de motores americanos; Honda, gigante dos automóveis; e L'Oréal anunciaram fechamento de suas fábricas na Argentina e sua instalação no Brasil", insinuando que a vitória do kirchnerismo seria a razão. No Clarín, o título principal, às 8 horas era: "Bolsonaro anunciou que três empresas fecham fábricas na Argentina para irem ao Brasil". No La Nación: "Bolsonaro diz que três multinacionais fecham na Argentina". Em pouco mais de uma hora, porém, a postagem sumiu. Empres
Após piora da economia no governo Macri, argentinos comemoram resultado das primárias

Após piora da economia no governo Macri, argentinos comemoram resultado das primárias

Expresso
  Ver essa foto no Instagram   Argentina nas eleições! ???? Uma publicação compartilhada por Roberta Bastos (@robertabastosn) em 13 de Ago, 2019 às 7:34 PDT Apesar de toda torcida contrária de Jair Bolsonaro, que condenou o "Rio Grande do Sul a virar Roraima", já que com a "vitória da esquerda na Argentina o país viraria a Venezuela", os argentinos comemoraram a vitória coligação de centro-esquerda, articulada por Kristina Kirchiner, nas primárias. O primeiro turno da eleição presidencial na Argentina em 2019 está previsto para ser realizado em 27 de outubro. O país vizinho realizou eleições primárias neste domingo, 10, e o governo de direita de Macri perdeu as eleições. O atual presidente e candidato
Bolsonaro alerta ‘perigo do RS virar Roraima’ com vitória da esquerda na Argentina

Bolsonaro alerta ‘perigo do RS virar Roraima’ com vitória da esquerda na Argentina

Política
Em uma tacada só, Bolsonaro minou relações com o uma provável nova gestão do governo argentino, criticou o estado de Roraima e mais uma vez enalteceu sua "guerra contra a esquerda". O presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse hoje que o Rio Grande do Sul pode se tornar "um novo estado de Roraima", caso a esquerda vença as eleições na Argentina, ao comentar o resultado do pleito realizado ontem no país vizinho. Roraima faz fronteira com a Venezuela e sofre com o intenso fluxo de imigrantes vindos do país, que sofre com a crise econômica. "Não se esqueçam da Argentina, o que aconteceu nas eleições de ontem. A turma da Cristina Kirchner, que é a mesma de Dilma Rousseff, Maduro, Chávez e Fidel Castro, deu sinal de vida aqui. Povo gaúcho, se essa 'esquerdalha' voltar na Argentina nós poderemos