24 de maio de 2024Informação, independência e credibilidade
Maceió

189mm nesse mês: Final de semana deve ser de mais chuva em Maceió

Defesa Civil Municipal e do Estado estão em nível operacional de alerta

Final de semana tem previsão para continuidade de chuvas em Maceió
Defesa Civil de Maceió continua em alerta e mantém equipes à disposição da população. Foto: Jonathan Lins/ Secom Maceió
Esta sexta-feira (19) continua com chuvas em Maceió e a Defesa Civil Municipal prossegue monitorando as condições climáticas da capital alagoana. Em 24h, há um registro de 108 mm de acumulados de chuvas e 23 aberturas de ocorrências.

Para o final de semana, a previsão é que haja continuidade das chuvas. “Já estamos no período chuvoso, o que significa que a partir de agora teremos mais registros de acumulados de chuva. Isso nos coloca em total atenção para alertar a população, sempre que for necessário”, destaca o meteorologista e coordenador do Centro Integrado de Monitoramento e Alerta da Defesa Civil de Maceió, Hugo Carvalho.

Para o próximo sábado (20), há previsão de tempo nublado com a possibilidade de chuvas moderadas em algumas regiões e no domingo (21), intercorrência de nuvens com curtos períodos de sol e possibilidade de chuvas isoladas.

“Estamos com todas as equipes em campo para atender as ocorrências e orientar a população, com um olhar mais atento aos que residem nas áreas de risco. É importante que os moradores dessas áreas acionem a Defesa Civil, em casos de deslizamentos, desabamentos, queda de árvore e alagamentos”, enfatiza o diretor operacional, Matheus Montenegro.

A Defesa Civil de Maceió orienta aos moradores que fiquem atentos a qualquer indício de perigo. “O mais importante é salvaguardar a vida. Então, a pessoa deve sair de casa, procurar um local seguro e ligar para a Defesa Civil Municipal”, finaliza o diretor.

Como acionar a Defesa Civil de Maceió

Em casos de riscos, a população deve ligar para o número 199 ou 156 e descrever o cenário. Uma equipe vai até o local.

Bairro de Ponta Verde: Alagamentos causaram grandes transtornos em Maceió, nesta sexta-feira chuvosa
Pei Fon / Agência Alagoas

Estado

O coordenador da Defesa Civil de Alagoas, tenente-coronel Moisés Pereira, disse que tem mantido contato com todas as unidades da Defesa Civil dos municípios do estado, colocando-se à disposição para prestar a assistência necessária. “Caso algum plano municipal de contingenciamento de chuvas não consiga suportar situações provocadas pelas águas que caem, podem entrar em contato com a Defesa Civil do Estado, que estamos com equipes de plantão 24 horas para anteder qualquer chamado”, disse.

Moisés Pereira alertou ainda sobre os cuidados com as áreas alagadas em Maceió e frisou que são necessárias ações emergenciais para evitar situações que podem provocar acidentes. “O sistema de drenagem de Maceió não consegue resolver a vazão das águas da chuva em tempo hábil para evitar esses alagamentos registrados na cidade. Assim como outras capitais do país que sofrem com alagamentos, a capital alagoana ainda apresenta esse problema”, disse Moisés Pereira, destacando que além dos pontos de alagamento, a órgão estadual não registrou até a tarde desta sexta-feira, nenhum tipo de desastre.

O superintendente da Semarh, Vinícius Pinho, chamou a atenção para o volume expressivo de chuva em grande parte da Alagoas, principalmente na metade leste do estado, na faixa litorânea, região metropolitana, incluindo a Zona da Mata e a do Baixo São Francisco. “Essas três regiões receberam volumes bastante significativos; em alguns pontos a gente chegou a receber mais de 100 mm de chuva nas últimas 24 horas, o que é bem acima da normalidade”, disse.

 

Vinícius Pinho disse que a previsão para o estado ainda é de bastante instabilidade nas próximas horas. “A tendência é que chova no sábado, mas uma chuva com volumes bem menores do que aconteceram nesta sexta-feira. Hoje à noite nós ainda poderemos ter algumas pancadas intensas de chuva, mas volumes menores do que aconteceram na madrugada, na manhã de hoje e durante esta semana. A Sala de Alerta da Semarh segue com uma equipe fazendo o monitoramento meteorológico e já entramos em contato com Corpo de Bombeiros para ficar em prontidão para qualquer sinal de alerta”, disse o superintendente. Ele prevê que a instabilidade deve permanecer pelo menos até o dia 24, com a possibilidade de sol, mas ressalta que o período é de quadra chuvosa.