16 de junho de 2021Informação, independência e credibilidade

Blog

Renda média do País cai para menos de R$ 1 mil e inflação e a miséria galopam em meio ao caos

Renda média do País cai para menos de R$ 1 mil e inflação e a miséria galopam em meio ao caos

Blog, Marcelo Firmino
A renda média do brasileiro cai abaixo de R$ 1 mil na era Jair Bolsonaro e os preços disparam, tendo a inflação acumulada em 12 meses  atingido 8,1% em maio. Nada fica escondido para sempre. Nem mesmo as peripécias do general Eduardo Pazuello, que o Exército Brasileiro decretou sigilo de 100 anos, não se sabe com medo de quê? Esse é o retrato do País que assumiu seu lado policialesco para perpetuar a impunidade da improbidade, do descaso, da humilhação, da falta de gestão e tantas outras mazelas empurradas para debaixo dos tapetes palacianos. Certamente, estas não dependerão de 100 anos para serem reveladas. Elas sempre aparecem. Mas a questão é que sem renda o povo brasileiro não come. Sem comer, lota ruas, calçadas e esquinas de mãos estendidas pedindo socorro. O cenário
Mercado da Produção: Quando a imundície histórica atenta contra a saúde pública. Veja vídeo

Mercado da Produção: Quando a imundície histórica atenta contra a saúde pública. Veja vídeo

Blog, Marcelo Firmino
O prefeito JHC poderia ter como meta acabar com uma chaga da gestão pública em Maceió, que se arrasta a longos e longos anos.  Trata-se exatamente do Mercado da Produção. É o que há de mais horroroso na capital alagoana, só perdendo mesmo para o Riacho Salgadinho. Embora a gravidade das condições de higiene no mercado, principalmente nessas épocas invernosas, talvez seja ainda pior se levarmos em consideração o ambiente de convivência do consumidor, do feirante e dos produtos ali estocados para a comercialização. O mercado é uma vergonha histórica. O pior é que entra gestão e sai gestão e tudo fica como está. Ou seja, na completa imundície. Mais grave ainda é a omissão da classe política alagoana que nunca priorizou o mercado em nada, a não ser para pedir votos nas campanha

Ensino em casa, mais um retrocesso a ser evitado

Blog, Wagner Melo
Ah, os conservadores... Sempre eles buscando o retrocesso, incansavelmente. A última é como Bolsonaro e sua trupe se apressam em implantar o homeschooling, o tal do "ensino em casa", no Brasil. Essa é uma das promessas dele para seus eleitores mais conservadores. Na semana passada, a deputada federal extremista Bia Kicis, um dos capachos do capitãozinho do Planalto, conseguiu a aprovação, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), do Projeto de Lei (PL) nº 3262/19. A peça altera o Código Penal e libera de responsabilidade criminal pais que não matriculam os filhos na escola. Hoje, o crime de “abandono intelectual” (Artigo 246) prevê detenção de 15 a 30 dias ou multa para quem não mandam os filhos para o colégio. Se essa sandice for aprovada, está aberto o caminho para o ensin
Renan Filho e Marcelo Victor ajustam os pontos para a disputa das eleições de 2022

Renan Filho e Marcelo Victor ajustam os pontos para a disputa das eleições de 2022

Blog, Marcelo Firmino, Política
Se antes ser candidato ao Senado Federal era uma dúvida, agora já é uma realidade lastreada nas andanças que o governador Renan Filho (MDB) tem feito pelo interior alagoano. E não anda à toa. Em cada lugar que chega entrega uma obra dentro dos mais diversos programas criados pelo seu governo, apontado pelos aliados como o mais dinâmico da história. Se havia antes o receio de deixar o governo nas mãos do presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Victor, por ser ele mais ligado ao presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP), hoje não é mais assim. Marcelo Victor tem visitado mais vezes o Palácio Zumbi dos Palmares e por isso mesmo conseguiu amainar resistências neste sentido. Renan Filho então nada de braçadas livres rumo a construção da candidatura ao Senado, em
Tratado como um banana qualquer, o ‘tal de Queiroga’ já analisa o fim das máscaras no País

Tratado como um banana qualquer, o ‘tal de Queiroga’ já analisa o fim das máscaras no País

Blog, Marcelo Firmino
E o ministro da Saúde, um tal de Queiroga, como o chamou Jair Bolsonaro,  confirmou, nesta quinta-feira, 10, que está analisando o  pedido do chefe do Planalto para desobrigar o uso de máscara no País, para quem já recebeu a vacina contra a covid-19 ou para quem já foi infectado pelo vírus. Esse "tal de Queiroga", depois do segundo depoimento na CPI da Covid, quando manifestou certo desconforto com as atitudes do mandatário chefe nessa pandemia, caiu na rede do gabinete do ódio. Exatamente por isso, Bolsonaro resolveu enquadrá-lo como um "banana qualquer" na primeira oportunidade. O que é lamentável. O cidadão Marcelo Queiroga era tido como um profissional da medicina tecnicamente renomado, mas agora vê sua imagem sendo destruída de forma bisonha, muito, inclusive, pela sua falta de a
De uma sociedade intolerante e carrasca para uma mídia cada vez mais atordoada

De uma sociedade intolerante e carrasca para uma mídia cada vez mais atordoada

Blog, Marcelo Firmino
De repente estamos a viver em uma sociedade em que o critério da razoabilidade foi praticamente banido. A racionalidade do ser foi erradicada e o que tem prevalecido é a bestialidade humana, a intolerância, o ódio, a permanente incoerência. No ar fica aquela sensação, para muitos, de que o exercício da barbárie satisfaz de forma prazerosa a uma camada da sociedade, ávida para impor sua filosofia, a partir das bolhas de raciocínio uniforme, longe das diferenças de pensamento, de gênero, raças e princípios éticos. A vertente em voga é tão maléfica que no convívio social de agora, o dito "cidadão de bem",  com interesses contrariados, posa de policial, delegado, promotor, juiz e carrasco da sociedade, sem pestanejar. E muitos com um terço na mãos e a guilhotina na mente. É o cruz
Dia nacional de luta: jornalistas se mobilizam pela imunização

Dia nacional de luta: jornalistas se mobilizam pela imunização

Blog, Por Elas
O Brasil é o segundo país da América Latina onde mais morrem profissionais de imprensa em decorrência da Covid-19, segundo informações divulgadas pela Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj); o primeiro é o Peru. E esses números têm ganhado celeridade assustadora nos últimos três meses. Na quinta-feira passada, durante entrevista ao blog Por Elas, no instagram @Eassimnotícias, a presidenta da Fenaj, Maria José Braga, confirmou 213 jornalistas mortos até então, em todo o país, em decorrência da pandemia. Hoje já são 224 – 11 a mais, num espaço de apenas 5 dias. Em Alagoas, quatro profissionais morreram em decorrência do vírus, nos meses de abril e maio. E muitos têm adoecido, recentemente. Não é a toa que a categoria vem promovendo em todo o país uma campanha pela vacinação des

Política, religião e futebol: precisamos discutir mais isso

Blog, Wagner Melo
No Brasil, política, religião e futebol se misturaram. E olha no que deu! Como um ditador, Bolsonaro meteu a mão nas consciências da população que lotam as igrejas, notadamente, as pentecostais e neopentecostais. E, agora, interfere na Seleção brasileira de futebol. Isso é o que dá não discutir essas três instituições, altamente presentes na vida nacional. Temos um povo alienado e dividido. Os oportunistas têm, em mãos, instrumentos políticos fortes. Futebol, política e religião se discutem, sim, na medida em que deixam a esfera pessoal e começam a tentar interferir na coletividade. No âmbito pessoal, todos merecem respeito e é por isso que devemos preservar a laicidade do Estado. A partir do momento em que chegamos ao ponto de termos uma bancada evangélica no Congresso e outra
CBF: recheada de dinheiro e de caboclos flagrados na corrupção

CBF: recheada de dinheiro e de caboclos flagrados na corrupção

Blog, Brasil, Marcelo Firmino
Uma mulher corajosa denuncia um caboclo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) por assédio sexual, constrangimento, entre outras tristezas que ele a fez passar. Esse caboclo é o presidente da entidade, o senhor Rogério, que foi afastado temporariamente do cargo pelos próprios “parças”. Embora, ele tenha chamado a todos de “traidores” no ato da decisão. Mas o fato é que os “caboclos” na CBF são muitos. A entidade, na verdade, é um antro de malfeitores e corrupção, historicamente falando. A Confederação é uma entidade antidemocrática, sem zelo com a transparência e costuma enriquecer ilicitamente os seus. Tanto que 3 presidentes, na última década, foram afastados por corrupção, após investigação do FBI, que inclusive prendeu lá no EUA o ex-presidente José Maria Marin.
Senhoras e senhores, a tristeza está no ar… E lá se foi Rui Agostinho

Senhoras e senhores, a tristeza está no ar… E lá se foi Rui Agostinho

Blog, Marcelo Firmino
Com essa notícia de última hora da partida do Rui Agostinho, parece que estou vivendo um domingo de um programa especial com os locutores, Sabino Romariz, Paulo César Pantaleão e Reinaldo Cavalcante. Pós BG, em uníssono, eles anunciam: -Senhoras e senhores, a tristeza está no ar... - Redação e produção, Rui Agostinho. E a tristeza aí está na forma desse vírus condenado que tem levado nossa gente sem dó, nem piedade. Principalmente, nossa gente boa. E se a memória dos anos 70 persiste, aparece o locutor Jesualdo Ribeiro com a sua  crônica: "Palavras para você, Rui Agostinho". Ele certamente emocionaria todo e qualquer ouvinte diante da notícia da partida do Rui. Falaria do homem ético, do pai de família, do profissional, e do amor fraterno que todos tinham por ele na ativida