21 de maio de 2024Informação, independência e credibilidade
Blog

A incansável e cansativa bancada da morte volta a atacar

A bancada da morte não perde tempo. Convocou a ministra da Saúde, Nísia Trindade, para prestar “esclarecimentos” à Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados sobre a obrigatoriedade da vacinação de crianças dos seis meses aos cinco anos de idade contra a Covid-19.

Caso a ministra aceite o convite, a audiência ocorrerá no dia 28 de novembro, às 13h. O requerimento é de autoria de duas peças lordes: os deputados Nikolas Ferreira (PL-MG) e Bia Kicis (PL-DF), os reis da “lacração” nas redes sociais. Eles ficaram incomodados depois que o governo federal anunciou a inclusão da vacinação contra a Covid-19 no Calendário Nacional de Vacinação a partir do próximo ano.

Apesar dos benefícios da vacinação, que trouxe de volta a normalidade depois de uma pandemia devastadora que matou mais de 700 mil brasileiros, os deputados insistem no discurso negacionista e tentam – em vão – intimidar quem trabalha pela saúde da população com base na ciência.

O importante, para eles, é manter a base de lunáticos terraplanistas que os elegeram. São de uma crueldade bestial, um desserviço para a sociedade.

Até quando a doutrina da morte será tolerada em nossa sociedade, usando até o nome de Deus? O preocupante é que esses tipos vêm alçando voos e ganhando poder. É preciso pará-los e o remédio tem nome: Lei e Justiça. Educação também ajuda a curar essa doença. A sociedade precisa parar de tolerar esses palhaços, pois, é preciso avançar e esses pesos mortos somente atrapalham.