5 de março de 2024Informação, independência e credibilidade
Justiça

Acusado de matar homem por negar um cigarro vai a júri nesta terça

Crime aconteceu em 2016, no bairro do Poço; júri começa às 8h, no Fórum do Barro Duro

Arte: Dicom TJAL.

O réu Luiz Alberto Oliveira de Carvalho, acusado de matar Aislan Chagas Coelho, em 2016, vai a júri nesta terça (6), no Fórum do Barro Duro,  às 8h. A motivação do crime seria porque a vítima supostamente havia negado um cigarro ao denunciado.

Luiz Alberto será julgado por homicídio qualificado no tribunal do júri que será conduzido pelo juiz Yulli Roter Maia, da 7ª Vara Criminal de Maceió.

De acordo com os autos, o acusado assassinou a vítima por meio de disparos de arma de fogo, em setembro de 2016. O crime ocorreu no conjunto Santo Eduardo, localizado no bairro do Poço.

O caso

Consta na denúncia que os envolvidos estariam nas dependências de um mercadinho quando Aislan havia negado um cigarro para Luiz, gerando uma discussão. Por sua vez, o réu teria ido em casa e voltado armado atirando na vítima pelas costas, que foi atingida por seis disparos.

No interrogatório, o denunciado afirmou que não seria o autor do crime e que não teria discutido com a vítima. Disse também que a autoria do delito estaria supostamente relacionada com uma pessoa conhecida como “Lapada”.