24 de maio de 2024Informação, independência e credibilidade
Brasil

Agora é outro cavalo que há 10 dias está preso em apartamento no Rio Grande Sul

Ninguém sabe como o animal chegou ao terceiro andar de um prédio

Depois do cavalo Caramelo, preso no telhado de uma casa, agora outro cavalo entra em destaque em meio à tragédia climática do Rio Grande do Sul.

vez, o Corpo de Bombeiros tenta resgatar um cavalo preso no terceiro andar de um prédio no município de São Leopoldo, no Vale do Sinos.

O animal está preso há 10 dias no terceiro andar de um edifício de um condomínio residencial, no bairro Campina. Não se sabe como o cavalo chegou ao apartamento, isso por que a água não atingiu a altura do local onde ele se encontra.

A hipótese mais comentada é de que alguém colocou o animal no local ou de que ele foi até o imóvel para se abrigar da enchente que atingiu a cidade.

Veterinários e bombeiros estiveram no local na tarde desta terça-feira (14/5) para entender qual é a melhor estratégia para retirar o animal.

Os agentes do Corpo de Bombeiros, que estão acompanhados de veterinários, alimentaram o cavalo e providenciaram água.

Caramelo foi resgatado

resgate do cavalo Caramelo, ilhado em cima de um telhado, em Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre, comoveu o país. O animal foi encontrado imóvel, cercado pelas águas da enchente e exposto ao sol e à chuva. O salvamento foi feito por uma equipe de bombeiros e veterinários, apoiada pelo Exército. Cinco botes foram usados na operação.

Com a repercussão das imagens do sofrimento de Caramelo, flagrado pelo helicóptero da TV Globo, o governo federal se mobilizou para o resgate. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que foi dormir “inquieto” com a situação do animal.