2 de março de 2024Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Alagoas ocupa 2º lugar no Brasil em desenvolvimento das ações do Programa Saúde nas Escolas

Durante o biênio 2021/2022 Estado teve adesão dos 102 municípios e registrou mais de 2 mil escolas participantes

Programa Saúde nas Escolas promove ações de incentivo à prevenção do tabagismo e às infecções sexualmente transmissíveis. Foto: Carla Cleto

Alagoas ficou em segundo lugar entre os estados brasileiros com maior desenvolvimento das ações realizadas pelo Programa Saúde nas Escolas (PSE) em 2022.

Conforme levantamento divulgado pelo Ministério da Saúde (MS), o Estado apresentou a cobertura de 76,6%, sendo superado, apenas, por Minas Gerais, que registrou 77,9%. Em terceiro lugar ficou o Estado do Rio Grande do Sul (72,5%), seguido pelo Ceará (71,8%), que ocupou a quarta posição no ranking nacional.

No biênio 2021/2022, Alagoas registrou a adesão dos 102 municípios alagoanos, contabilizando 2.086 escolas assistidas, onde foram desenvolvidas ações em 1.414 escolas em 2021 e 1.597 escolas em 2022. O PSE, que é um programa do Ministério da Saúde (MS), onde há a adesão dos Estados e municípios, visando à integração e articulação permanente da educação e da saúde, proporciona melhoria da qualidade de vida da população estudantil.

A participação dos municípios ocorre mediante a adesão ao ciclo bienal e desenvolvimento de 14 ações essenciais, e outras do interesse do município, de acordo com as questões locais que envolvam o público do programa.

Para o coordenador estadual do Programa Saúde na Escola, Eloy Yanes, o resultado é reflexo do trabalho árduo e do alinhamento nas ações desenvolvidas junto às cidades participantes. “Foi um ganho importante, pois estamos lutando para que Alagoas tenha um aproveitamento favorável, com foco sempre na qualidade de vida e saúde dos nossos estudantes. Para nós da Sesau, o resultado foi muito positivo e mostra o interesse dos municípios no desenvolvimento das ações e, consequentemente, uma melhora considerável da qualidade de vida dos estudantes”, comemorou.

Eloy Yanes explica que o programa tem o objetivo de contribuir para a formação integral dos estudantes, por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde. “O objetivo maior do PSE é evitar a evasão escolar, por meio de ações educativas que os municípios considerem importantes, de acordo com seu território. Com isso, eles conseguem proteger os estudantes de adoecimentos, de agravo de comportamento, por exemplo, além de desenvolver ações voltadas à preservação da saúde mental e contra a violência doméstica. Todas essas ações têm o papel de proteger a população escolar para que ela não adoeça e, consequentemente, não exista perda do aprendizado e do acompanhamento escolar ao longo do ano”, justifica.

O secretário de Estado da Saúde, Gustavo Pontes de Miranda, ressalta que o fato de Alagoas ter ficado em segundo lugar entre os estados brasileiros com maior desenvolvimento das ações realizadas pelo PSE comprova a dedicação dos técnicos estaduais e municipais na execução das atividades inerentes ao programa. “É motivo de satisfação receber esta ótima notícia para a saúde pública de Alagoas, uma vez que, como comprovado por estudiosos da área de saúde pública, as ações de promoção da saúde e prevenção evitam grande parte dos agravos de saúde que chegam às unidades assistenciais”, salientou o gestor.

Beneficiários

O público beneficiário do PSE é de estudantes da Educação Básica, gestores e profissionais de educação e saúde, comunidade escolar e, de forma mais amplificada, estudantes da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica e da Educação de Jovens e Adultos (EJA).  Durante o ciclo foram desenvolvidas 14 ações, sendo elas: Promoção Ambiental, Promoção da Atividade Física, Alimentação Saudável e Prevenção da Obesidade, Promoção da Cultura de Paz e Direitos Humanos, Prevenção das Violências e dos Acidentes, Prevenção de Doenças Negligenciadas, Verificação da Situação Vacinal, Saúde Sexual e Reprodutiva e Prevenção de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), Prevenção ao Uso de Álcool, Tabaco e Outras Drogas, Saúde Bucal, Saúde Auditiva, Saúde Ocular, Prevenção à Covid-19 e Saúde Mental. (Texto: Ruana Padilha)