15 de junho de 2024Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Alagoas receberá seis novos Espaços Culturais com aprovação no Novo PAC Seleções 2023

Governo garante avanço na promoção cultural com projetos aprovados para Arapiraca, Maceió, Pilar, Rio Largo, Santana do Ipanema e União dos Palmares

Secretaria de Estado da Cultura e Economia Criativa esteve presente no anúncio feito pelo Governo Federal. Foto: Ascom Secult

O Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Cultura e Economia Criativa (Secult), obteve aprovação em todas as seis vagas disponíveis para Alagoas de Centros Culturais no âmbito do Novo PAC Seleções 2023, promovido pelo Governo Federal.

Esses projetos, voltados para os municípios de Arapiraca, Maceió, Pilar, Rio Largo, Santana do Ipanema e União dos Palmares, representam um significativo avanço na promoção da cultura e no acesso às atividades artísticas em diferentes regiões do estado.

Em contrapartida do programa, o Estado/Município disponibilizará os terrenos, enquanto o Governo Federal ficará responsável por custear a construção dos equipamentos culturais.

O Novo PAC Seleções prevê a construção de 300 novos CEUs da Cultura em todo o país, sendo que Alagoas teve seis de seus projetos aprovados para receber esses equipamentos culturais. Esta iniciativa visa atender áreas com maior vulnerabilidade socioeconômica, tanto em periferias urbanas quanto em regiões mais distantes.

Com a aprovação desses projetos, 135 municípios, incluindo os seis alagoanos, receberão pela primeira vez um CEU da Cultura, ampliando significativamente a cobertura nacional desses equipamentos culturais em 46%.

Os CEUs da Cultura são espaços públicos multifuncionais que abrigam uma variedade de atividades culturais e comunitárias, proporcionando à população acesso à expressão corporal, atividades físicas, arte, educação, trabalho e renda, entre outras.

“Essa conquista representa um importante impulso para a democratização do acesso à cultura e para o fortalecimento do cenário cultural em Alagoas, contribuindo para o desenvolvimento social e econômico dos municípios contemplados”, disse a secretária de Estado da Cultura e Economia Criativa, Mellina Freitas.