20 de abril de 2021Informação, independência e credibilidade
Esportes

Após acusar CSA de manipulação, Avaí confirma positivo em contraprova de covid-19

Valdívia recebeu o resultado no intervalo do 1º tempo no Rei Pelé, precisou ser substituído e ficará de quarentena em Maceió

Na partida em que o Avaí empatou contra o CSA por 1 a 1 no Rei Pelé, Valdivia precisou ser substituído no intervalo porque os médicos do clube foram informados pela CBF que ele havia testado positivo para o novo coronavírus, em testagem realizada pelo elenco para o jogo contra o Juventude, terça-feira (19), na Ressacada.

Irritado, o presidente do Avaí, Francisco José Battistotti, questionou o resultado do exame e a forma que o clube ficou sabendo do resultado, porque o laboratório que realizou o teste pertence a um dirigente do CSA.

Mas, surpresa, depois de levantar suspeitas sobre a veracidade do teste submetido em Maceió, o meia realizou uma contraprova neste domingo (17) e o resultado confirmou que ele está mesmo com covid-19. Agora, o jogador segue em isolamento social na capital alagoana, assistido pelo médico do clube, Pedro Araújo.

O Lufer Laboratório de Análises Clinicas LTDA foi responsável pelo teste do Valdivia e possui como sócio administrativo Jose Lumário Vasconcelos Rodrigues, superintendente de futebol e membro do Conselho Deliberativo do Azulão.

Ainda assim, o Avaí vai enviar um ofício à CBF amanhã (18) para solicitar a anulação da partida com a justificativa de que houve interferência externa, o que é proibido pelo regulamento de competições da CBF.

O resultado do jogo implicou no segundo empate seguido do Avaí, que daria adeus a qualquer chance de conseguir uma vaga no G4. O empate também não foi bom para o Azulão, que perdeu uma posição, caiu para a 5ª posição e entrou no quarto jogo sem vencer.