21 de maio de 2024Informação, independência e credibilidade
Mundo

Após um mês de impasse, brasileiros finalmente deixam a Faixa de Gaza

Brasileiros poderão pegar um ônibus por cinco horas até o Cairo ou seguir para Al Arish, antes de embarcar em um avião brasileiro

Após um mês de espera, o grupo de brasileiros que aguardava para deixar a Faixa de Gaza chegaram ao Egito na manhã deste domingo (12), segundo o Itamaraty.

O grupo estava retido porque a fronteira havia sido fechada na sexta-feira (10), permanecendo assim no sábado (11). Agora, eles serão atendidos por equipe com médico, enfermeiro e psicólogo enviada pelo Brasil em um avião VC-2, a versão operada pela Força Aérea para a Presidência do Embraer-190.

 

Duas pessoas, no entanto, desistiram de deixar Gaza. O embaixador do Brasil no Egito, Paulino Carvalho Neto, acompanha os trâmites. Segundo ele, os brasileiros poderão pegar um ônibus por cinco horas até o Cairo ou seguir para Al Arish, num trajeto mais curto.

O grupo embarcará na aeronave brasileira, mas terá que fazer escalas em Roma, Las Palmas e Recife, antes de chegar em Brasília. O embarque para o Brasil só deve acontecer amanhã (13).

O grupo poderá passar a noite no Egito para descansar, dependendo do tempo gasto nos trâmites para a repatriação. Assim que a aeronave da Presidência tocar o solo de Brasília, a operação do governo federal terá resgatado um total de 1.477 passageiros, além de 53 animais domésticos, segundo o Planalto.

Antes da autorização, o Egito já havia permitido que um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) pousasse na cidade de Al Arish, localizada a 53 km da região da Faixa de Gaza. Com o fechamento da fronteira, há cerca de quatro semanas, o avião da FAB foi deslocado até o aeroporto do Cairo para aguardar o fim do impasse.