16 de junho de 2024Informação, independência e credibilidade
Política

Arma usada em crime em Porto Calvo e polícia atualiza sobre investigações

Crime foi motivado por dívida de R$ 4 mil; autor dos disparos e mandante do crime foram presos

Homem foi baleado por dívida de R$ 4 mil, aponta investigação policial. Foto: Alan Fagner e Vanessa Siqueira / Ascom SSP

A Secretaria da Segurança Pública de Alagoas realizou, na tarde desta sexta-feira (8), coletiva de imprensa para detalhar a prisão dos envolvidos no atentado de um homem, ocorrido na última quarta-feira (06), no município de Porto Calvo. Um homem de 23 anos, mandante do crime, foi preso adolescente de 16 anos também foi apreendido.

De início, foi levantada a hipótese de ser um assalto. Juan Marcos Alves Ferreira, de 34 anos, foi baleado quando entrava em seu veículo e estava na companhia de sua filha, de apenas 7 anos.

Segundo o comandante do Policiamento da Região Norte e Zona da Mata (CPRN-ZM), coronel Marlon Araújo, o crime ocorreu por conta de uma dívida de R$ 4 mil, em que a vítima teria pedido emprestado a quantia a um colega, que foi identificado como o mandante do crime, Bruno José Silva da Hora, de 23 anos.

“O Juan contraiu o empréstimo há uns cinco meses, tendo prometido pagar em dois meses, porém o valor não foi repassado ao Bruno, que tramou o atentado e recrutou um adolescente de 16 anos para efetuar os disparos”, explicou o oficial superior.

Segundo depoimento dos acusados, o crime foi planejado na barbearia de propriedade de Bruno José, que ao cortar o cabelo do adolescente incentivou que o menor aceitasse participar do crime. Em recompensa, o barbeiro daria o veículo da vítima para o adolescente.

“Nas imagens que ganharam repercussão, vemos dois homens se aproximar do carro do Juan, abordá-lo e deflagrar os tiros. De início, pensou-se que seriam dois adolescentes que teriam praticado o crime, mas na verdade, o barbeiro e o adolescente contratado para o crime fazem toda a abordagem e fogem no carro da vítima. O veículo acabou sendo abandonado pouco tempo depois, já que o adolescente não sabia dirigir um veículo automático. Já a arma utilizada no crime e algumas roupas usadas pelo barbeiro foram jogadas em um rio de Porto Calvo”, explicou o coronel Marlon Araújo.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para o local pela polícia e encontrou a arma de fogo, um revólver de calibre 38. Ela foi encontrada com quatro munições. Dois tiros foram deflagrados contra a vítima, que está hospitalizada no Hospital Geral do Estado (HGE).

O adolescente foi apreendido no município de Rio Largo após um trabalho de inteligência, que apurou que, logo após o crime, ele teria fugido para se esconder na casa da mãe. Ele confessou a participação no crime. Já Bruno José, que também confessou o crime, foi preso na manhã desta sexta-feira em Porto Calvo.

O secretário da Segurança Pública, Flávio Saraiva, destacou o empenho das forças policiais para prender os autores do crime e elucidar mais um caso. Ele também falou da importância da integração entre as Polícias Civil e Militar, que atuaram de forma efetiva para buscar informações que levassem aos envolvidos no crime.

“Em menos de 48 horas conseguimos entender a dinâmica do crime, chegar ao mandante e autor dos disparos. Felizmente a vítima está viva e torcemos pela sua recuperação. Todo o trabalho feito demonstra o compromisso da Segurança Pública em elucidar crimes no estado”, afirmou.

Também estiveram presentes na coletiva o secretário executivo de políticas da Segurança Pública, coronel Patrick Madeiro, e o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Paulo Amorim.