24 de abril de 2024Informação, independência e credibilidade
Brasil

Assessor de Brazão teria recebido propina em igreja de Malafaia e pastor ofende jornalistas

Assessor em questão é Robson Calixto Fonseca, apelidado de “Peixe” e e ele atuaria como um “segurança informal” de Domingos

O jornalista Lauro Jardim, do O Globo, está sendo chamado de canalha por Silas Malafaia. Isso porque um assessor de Domingos Brazão, preso por envolvimento no assassinato de Marielle Franco, teria recebido dinheiro da milícia em uma igreja evangélica do pastor.

A informação consta em um alerta feito via disque denúncia à Polícia do Rio de Janeiro e apresentada no parecer da PGR (Procuradoria Geral da República) sobre o caso.

O assessor em questão é Robson Calixto Fonseca, apelidado de “Peixe” e e ele atuaria como um “segurança informal” de Domingos:

Outros relatos falam em um ambiente permeado por armas ao redor de Robson Calixto, como um churrasco no condomínio Fazenda Passaredo onde era possível ouvir barulho de tiros durante uma briga:

“Esses dados indicam que, efetivamente, Robson Calixto acompanhava Domingos Inácio Brazão em suas atividades ligadas às milícias e ao domínio territorial exercido sobre loteamentos ilegais”. PGR sobre os relatos.

Irritado com a informação Silas Malafaia disse que daria uma resposta sobre o assunto hoje (25), criticando o que ele disse ser “jornalismo cretino e parcial”.