24 de fevereiro de 2024Informação, independência e credibilidade
Blog

Autores de planos para matar ministro são identificados pelos celulares, diz PF

As trocas de mensagens entre golpistas que tiveram celulares apreendidos são provas reveladoras

Os golpistas tentaram por fim a democracia depredando as instituições da República na Praça dos Três Poderes.

A denúncia do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, sobre três planos dos golpistas do 8 de janeiro de 2023 para matá-lo é grave e requer apuração.

Nada disso pode ser perder como palavras ao vento.

É uma parte da história do Brasil que reforça a necessidade de as instituições estarem em alertas permanentes, contra a idiotia e o radicalismo ao estilo medieval, que, vez por outra, atenta contra o estado de direito democrático.

O que aconteceu na Praça dos Três Poderes, em Brasília, foi uma tentativa de golpe contra a democracia em nome da intolerância, do ódio e da histeria coletiva que tomou conta de determinados setores da sociedade que cultua um mundo seletivo, sem respeito à diversidade.

Hoje o mais importante na apuração dos fatos é que o diretor geral da Polícia Federal, Andrei Rodrigues, diz que os autores dos planos de morte contra o ministro estão devidamente identificados.

Eles se apresentaram em mensagens trocadas pelos celulares que foram apreendidos, após os atos golpistas.

Assim sendo, que se responsabilize todos os identificados.

Tudo na forma da lei. E nada mais.