21 de maio de 2024Informação, independência e credibilidade
Policia

Bolsonarista suspeito de atacar sede da PF é preso tentando fugir para Argentina

Em vídeos da invasão da PF, ele aparecia estimulando outros bolsonaristas com gritos de “é guerra” e também fala em “guerra contra comunistas”

O influenciador bolsonarista Allan Frutuozo da Silva foi preso ontem (26), no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. Suspeito de atacar a sede da Polícia Federal em Brasília, ele tentava fugir para a Argentina.

Isolado pelos policiais quando tentava passar pela fila de emigração, o bolsonarista era alvo de um mandado de prisão preventiva expedido contra ele desde dezembro do ano passado, pela Justiça Federal do Distrito Federal.

Frutuozo é investigado por participar, divulgar e incentivar o ataque ao principal prédio da PF no dia 12 de dezembro, quando golpistas tentaram libertar um indígena detido naquele dia. Esse ataque antecedeu os atos extremistas aos Três Poderes no 8 de janeiro em Brasília.

Detido, Frutuozo foi levado para uma sala da polícia e começou uma transmissão no YouTube e no Twitter para avisar que estava sendo preso. “Parece que realmente vão me recolher. Não percam a esperança no Brasil”, postou ele no Twitter.

Frutuozo é suspeito de associação criminosa e coação no curso do processo. Em vídeos da invasão da PF, ele aparece estimulando outros bolsonaristas, com gritos de “é guerra” e também fala em “guerra contra comunistas”, de acordo com relatório policial.