2 de dezembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Blog

BRK é sinônimo de dor de cabeça intensa e de desgaste para o governo

Principalmente depois que Arthur Lira reuniu amplo grupo de prefeitos contra o contrato de privatização da água

Arthur Lira, ao centro, e prefeitos contra o contrato da BRK

A água é um bem sagrado para todo e qualquer ser vivo. Por isso mesmo deveria ser um bem comum a todos.

Nesse aspecto o governo de Alagoas tem um problema que se não lhe der dores cabeças intensas, certamente trará desgastes na gestão.

Chama-se BRK. O contrato do governo de Alagoas assinado com a empresa na ordem de R$ 2,6 bilhões pode ter sido um negócio da China para os cofres do tesouro estadual, mas tornou-se salgado para o consumidor que dependia do abastecimento da água da Casal.

Esse contrato que prevê, inicialmente, a prestação dos serviços de água e esgoto de 13 cidades da Região Metropolitana de Maceió pela BRK tem sido objeto de irritação da população, a cada falta d’água nas torneiras.

A empresa privatizou o serviço. Assim, tem direito a ele quem paga. A população de maior poder aquisitivo, como a região da orla e condomínios de luxo, notadamente, representam o mercado prioritário para a empresa investidora.

Já a periferia vai sofrer com o abastecimento em razão da inadimplência. Sem renda, nem emprego, o pobre paga o pato. É a regra do mercado.

Politicamente, para o governo, isso se chama problema sério. Por que é para lá que se voltam as atenções dos que mais precisam.

E é tanto assim que o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP), adversário político do governador Renan Filho (MDB), reuniu um amplo grupo de prefeitos municipais e, juntos, resolveram dizer não à adesão ao contrato da BRK.

Eis aí mais um viés do problema que extrapola as relações de mercado e o traz exclusivamente para a seara política. Entre os prefeitos estão  JHC, de Maceió, Luciano Barbosa, de Arapiraca, e Sérgio Lira, de Maragogi.

O presidente da Câmara, que não é bobo, posou para a fotografia entre eles. Claro, que não pensando apenas na água como um bem comum a todos.

Resta saber o que vai sair agora dessa barragem…

 

 

One Comment

  • Avatar Marcos Palmeira

    São Miguel dos Campos é bom o tempo todo. Prefeito George Clemente propaga a cidade do futuro vendendo a maior riqueza (fonte d’água) da nossa gente São Miguel dos Campos em silêncio, subtende-se uma NEGOCIATA, imprensa e blogs no município silenciados e o SAAE na mira do negociante George Clemente, pra quê! O prefeito quer esse dinheiro?! SAAE George deixa a fonte d’água da nossa gente Caeté.
    Abraços d’água
    Marcos Palmeira

Comments are closed.