1 de março de 2024Informação, independência e credibilidade
Policia

Chefe da maior milicia do Rio de Janeiro, Zinho é preso após se entregar à PF

As tratativas da prisão foram negociadas com a PF e a SSP do Rio de Janeiro

Zinho, o líder dos milicianos cariocas

A Polícia Federal prendeu no final da tarde deste domingo, 24, o miliciano Zinho, considerado o mais procurado do Rio de Janeiro.

A prisão foi resultado de tratativas com o grupo miliciano, feitas pela Polícia Federal e a Secretaria de Segurança Publica do Estado do Rio de Janeiro.

Segundo a PF, o homem é considerado o líder de milícia que domina a Zona Oeste da cidade. Ele tem ao menos doze mandados de prisão.

O miliciano se apresentou aos policiais da Delegacia de Repressão a Drogas (DRE/PF/RJ) e do Grupo de Investigações Sensíveis e Facções Criminosas da PF (GISE/PF). O homem foi encaminhado ao sistema prisional do estado.

De acordo com informações do G1, Zinho estava a frente da milícia de Campo Grande, Santa Cruz e Paciência, na Zona Oeste do Rio de Janeiro desde 2021. Ele assumiu o comando logo após a morte do irmão, Wellington da Silva Braga. Antes disso, Zinho estava envolvido com atividades de lavagem de dinheiro do grupo.