1 de março de 2024Informação, independência e credibilidade
Carnaval

Chegou o dia do Pinto: 25 anos, 15 orquestras e 400 mil foliões na orla de Maceió

Bloco vai desfilar dia 3 de fevereiro, com o tema “Alagoas, meu lugar, Maceió, minha Sereia”

Pinto da madrugada na concentração na praia de Pajuçara

Com o tema “Alagoas, meu lugar, Maceió, minha sereia”, o Pinto da Madrugada celebra 25 anos com o seu tradicional desfile no próximo dia 3 de fevereiro. Segundo Hermann Braga, um dos dirigentes do bloco, a expectativa é levar à avenida mais de 400 mil foliões e movimentar a economia gerando trabalho e renda.

“Serão 15 orquestras, mais de mil músicos vindos de vários municípios de Alagoas, cinco carros alegóricos, clarins, ala de bonecos gigantes, passistas, alegorias e de estandartes dos blocos antigos de Alagoas”, informa Hermann, acrescentando que o bloco também homenageará pessoas que participaram da história do bloco.

“Uma dessas pessoas será a maestrina Fátima Menezes, que faleceu ano passado e foi uma pessoa fundamental para fazer do Pinto da Madrugada uma das maiores festas de carnaval do Brasil, destaca o dirigente do bloco.

“Este ano, nos 25 anos do Pinto, teremos a presença de delegações dos 102 municípios alagoanos e de outros estados. Já confirmaram que estão vindo celebrar conosco, delegações de foliões de São Paulo, Pernambuco, Minas Gerais, Rio de Janeiro, entre outros”, diz Hermann Braga.

O Pinto da Madrugada é patrimônio imaterial da cultura alagoana e a maior festa de Alagoas e a quarta do Brasil. Segundo o observatório da economia criativa e do Turismo da UFAL que realizou estudos conduzidos pelo Professor Elder Maia, movimenta cerca de R$ 120 milhões na economia local.