19 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Política

CNT/MDA coloca Lula com 40,6% e Bolsonaro 32%

Esta é a primeira pesquisa CNT/MDA sem o ex-ministro Sergio Moro como pré-candidato

Segundo pesquisa realizada pelo Instituto MDA, contratada pela CNT (Confederação Nacional do Transporte) e divulgada hoje, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) segue na liderança das intenções de voto, com 40,6%

O atual presidente Jair Bolsonaro (PL) é o segundo, com 32%, mais de 8,5 pontos percentuais de diferença entre eles na pesquisa estimulada, quando uma lista com os nomes dos pré-candidatos é apresentada.

Esta é a primeira pesquisa CNT/MDA sem o ex-ministro Sergio Moro (União Brasil) como pré-candidato.

Mais distantes, aparecem Ciro Gomes (PDT), com 7,1%, e João Doria (PSDB), com 3,1%. Como a margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos, eles estão tecnicamente empatados.

André Janones (Avante) tem 2,5%; Simone Tebet (MDB), 2,3%, e Felipe D’Avila (Novo), 0,3%. Eles empatam com Doria dentro da margem de erro, mas não com Ciro. Brancos e nulos somam 5,1%, e indecisos são 7%.

Pesquisa espontânea

Na pesquisa espontânea, em que o entrevistado não recebe uma lista com os nomes dos pré-candidatos, Lula oscilou negativamente, dentro da margem de erro, enquanto Bolsonaro cresceu, em relação à pesquisa anterior.

Lula aparece com 33,4%, ao contrário dos 32,8% em fevereiro e Bolsonaro tem 27,3%, contra os 24,4% de antes. São 6,1 pontos percentuais de diferença. Os demais candidatos aparecem empatados tecnicamente no terceiro lugar.

2º Turno

O instituto também fez seis simulações de segundo turno. Lula vence todas em que aparece. Já Bolsonaro perderia para Lula e Ciro, mas ganharia de Doria e Tebet. Veja abaixo as simulações de segundo turno:

  • Lula 50,8% x Bolsonaro 36,8%
  • Ciro 44,2% x Bolsonaro 37,8%
  • Bolsonaro 38,8% x Doria 33,9%
  • Bolsonaro 39,6% x Tebet 30,5%
  • Lula 50,2% x Doria 16,5%
  • Lula 50,3% x Tebet 17,8%

Para a pesquisa, o Instituto MDA realizou 2.002 entrevistas por telefone, entre 4 e 7 de maio. O nível de confiança é de 95%, e o registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) está sob o protocolo BR-05757/2022.