7 de dezembro de 2023Informação, independência e credibilidade
Política

Com dinheiro público, Bolsonaristas atacam democracia e governo brasileiro nos EUA

Primeiro encontro deles foi com republicano que tem contra si 23 acusações criminais, inclusive por usar dinheiro público para botox e contratar site pornográfico OnlyFans

Bolsonaristas protestam contra a democracia no Brasil em frente ao Capitólio nos EUA

Financiados com dinheiro público, liberado pelos cofres do Congresso Nacional, parlamentares bolsonaristas foram aos Estados Unidos para divulgar o que chamam de ataques à democracia e à liberdade de expressão no Brasil.

O principal compromisso da comitiva de políticos liderada pelo deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP), filho do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) foi o com o deputado republicano, filho de brasileiros, George Santos, que tem contra si 23 acusações criminais.

Entre os processos, Santos responde por desvio dinheiro público para aplicação de botox e para gastos no site de conteúdo pornográfico OnlyFans.

A comitiva que nunca foi fã da democracia no governo passado, agora protesta no exterior contra “a falta de democracia”. Os parlamentares de extrema direita foram acompanhados estão nos Estados Unidos acompanhados do Paulo Figueiredo, influenciador bolsonarista, que é neto do general João Batista Figueiredo, o último presidente da República da ditadura militar.

Estão nos EUA

Desde a última quarta-feira, 15, estão nos EUA, além do filho 02 de Bolsonaro,  os senadores Jorge Seif (PL-SC), Magno Malta (PL-RS) e Eduardo Girão (Novo-CE), e os deputados Alexandre Ramagem (PL-RJ), Gustavo Gayer (PL-GO), Altineu Cortes (PL-RJ), Capitão Alberto Neto (PL-AM), Nikolas Ferreira (PL-MG) e Julia Zanatta (PL-SC).