24 de maio de 2024Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Comitiva conhece atividades educacionais realizadas no sistema prisional de AL

Processo de ressocialização foi acompanhado de perto por gestores dos outros Estados

Servidores de São Paulo e de Brasília conheceram de perto a realidade das unidades prisionais de Alagoas. Foto: Jorge Santos / Ascom Seris

Dias de troca de experiência e de conhecer a realidade no sistema prisional alagoano. A comitiva que desembarcou no estado – vinda de São Paulo e Brasília – em visita técnica realizada pela Coordenação Nacional de Educação, Cultura e Esportes da Secretaria Nacional de Políticas Penais (Senappen), teve uma agenda de compromissos que revelou como é administrada a educação dentro dos presídios de Alagoas.

O processo de ressocialização foi acompanhado de perto pelos gestores dos outros Estados, que reconheceram o avanço das políticas direcionadas às pessoas privadas de liberdade implementadas em Alagoas.

Durante o período em Alagoas, a comitiva conversou com professores e demais servidores da Seris sobre as políticas de educação no âmbito nacional, conheceu o projeto Livros que Libertam e todo o processo de alfabetização desenvolvido pelo Governo de Alagoas.

“É com grande prazer que recebemos essa comitiva, mostrando as nossas boas práticas e como se faz nossa ressocialização, através da educação aqui em Alagoas”, destacou Cláudia Simões, secretária Executiva de Políticas da Ressocialização da Seris.

“Durante essa semana, a Senappen, por meio da Comissão de Educação, Cultura e Esportes,  visita Alagoas para acompanhar as atividades educacionais, culturais e esportivas no âmbito do estado. Acompanha a comitiva os servidores do estado de São Paulo que vêm também trazendo as suas experiências locais e com isso aprendendo e conhecendo aquilo que acontece no sistema prisional alagoano”, reforça Rodrigo Dias, coordenador de Cultura, Educação e Esportes da Senappen.

 

“Importante essa troca de experiência entre o sistema prisional de Alagoas e o sistema prisional de São Paulo, tendo a oportunidade de conhecer nossas práticas e a gente também conhecer as práticas que estão sendo desenvolvidas no estado de São Paulo”, explica o juiz Alexandre Machado, da 16 Vara de Execuções Penais.

Cláudio Nachibal, diretor de Trabalho e Educação da Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo (SAP/SP), diz que tem grande expectativa para a troca de experiências em solo alagoano “Vamos aprender muito com esse estado lindo e abençoado”, diz.

A comitiva tem programação em Alagoas até quinta-feira (9).