24 de maio de 2024Informação, independência e credibilidade
Brasil

Conselho da Petrobras aprova pagamento de R$ 13,45 bi de dividendos para acionistas

Os pagamentos aos acionistas serão feitos em duas parcelas em agosto e setembro

O conselho de administração da Petrobras aprovou nesta segunda-feira (13) o pagamento de dividendos e juros sobre capital próprio (JCP) da ordem de R$ 13,45 bilhões relativos ao resultado do primeiro trimestre de 2024.

O provento equivale a uma remuneração de R$ 1,04 por ação ordinária e preferencial. O pagamento será feito em duas parcelas iguais de R$ 0,52 por ação em 20 de agosto e, depois, em 20 de setembro.

O montante veio 45,5% abaixo dos dividendos de R$ 24,7 bilhões relativos a igual período do ano passado. A mudança na fórmula de cálculo dos dividendos, que caiu de 60% para 45% do fluxo de caixa livre, implementada em julho de 2023, foi um dos fatores da redução.

Apesar da redução, a regularidade dos dividendos da Petrobras sob o governo Lula vinha surpreendendo positivamente o mercado com valorização do papel, à exceção dos dias que se seguiram à retenção dos dividendos extraordinários de 2023, decisão revertida em assembleia de acionistas no fim de abril.

Fatia da união

Dona de 36,6% do capital da empresa, via Tesouro, Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e seu braço de participações, o BNDESPar, a União vai ficar com R$ 4,92 bilhões dos dividendos aprovados nesse primeiro trimestre de 2024.