16 de junho de 2024Informação, independência e credibilidade
Brasil

Datafolha: Bolsonaro amplia vantagem, com 32%, e rejeição a Haddad dispara

Os dois seguem empatados nas simulações feitas para o segundo turno

O deputado Jair Bolsonaro (PSL) ampliou sua liderança nas intenções de voto ao alcançar 32% das intenções de voto na mais recente pesquisa do Datafolha, realizada nesta terça (2). Ele ganhou quatro pontos percentuais desde a semana passada, segundo o instituto.

O ex-prefeito Fernando Haddad (PT) está em segundo lugar, com 21%, mas sua rejeição cresceu. Os dois devem disputar o segundo turno, no dia 28, se mantiverem estas projeções na votação deste domingo (7).

Entre as mulheres, ele passou de 21% para 27% das intenções de voto, ultrapassando Haddad, que tem 20%.

Ciro Gomes (PDT) se manteve com 11%, empatado com Geraldo Alckmin (PSDB), que oscilou de 10% para 9%. Marina Silva (Rede) despencou. Da semana passada para cá, ela oscilou de 5% para 4%, segundo o Datafolha.

Rejeição e segundo turno

A taxa de rejeição do eleitorado a Bolsonaro oscilou de 46% para 45% e a de Haddad cresceu de 32% para 41%. Eles empatam nas simulações feitas para o segundo turno. No cenário em que os dois se enfrentam, Bolsonaro cresceu de 39% para 44% e Haddad oscilou de 45% para 42%.

Bolsonaro aparece tecnicamente empatado com Alckmin e Ciro em outras simulações. Alckmin alcança 43% no confronto com o capitão, que atinge 41%. Ciro tem 46% e Bolsonaro, 42%, no embate direto, no limite da margem de erro de dois pontos percentuais.

O Datafolha entrevistou 3.240 eleitores de 225 municípios nesta terça. A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.