19 de maio de 2024Informação, independência e credibilidade
Maceió

Defesa Civil de Maceió já levantou dados de nove cidades do Rio Grande do Sul

Com mapeamento, municípios gaúchos podem solicitar recursos para a reconstrução

Levantamento de danos feito pela Defesa Civil de Maceió chega a nove cidades do RS
Cidades mapeadas fazem parte do Vale do Taquari no RS. Foto: Ascom Defesa Civil de Maceió
As equipes da Defesa Civil de Maceió que estão atuando nas ações de restabelecimento e reconstrução das cidades do Rio Grande do Sul e foram atingidas pelos recentes eventos climáticos, já chegaram a nove municípios gaúchos.

As cidades de Lajeado, Muçum, Marques de Souza, Estrela, Putinga, Encantado, Arroio do Meio, Cruzeiro do Sul e Roca Sales receberam os técnicos que identificaram pontes, vias, escolas, hospitais e residências que foram danificados e necessitam ser reconstruídos ou restabelecidos.

“O levantamento de danos é de extrema importância para que os recursos federais possam chegar a essas cidades e para que haja uma dimensão da destruição que foi causada. É a partir disso que as pessoas e as prefeituras poderão restabelecer a ordem e reconstruir o que foi levado pelas enxurradas”, explica Matheus Montenegro, diretor-operacional do órgão.

O trabalho realizado pelos técnicos tem sido acompanhado pelos profissionais de cada prefeitura que apontam os locais mais afetados e também são orientados quanto à forma correta de solicitar os recursos de acordo com as normas do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID).

Após o retorno para Maceió, os técnicos da Defesa Civil ainda continuarão em contato com os municípios atendidos para auxiliar em possíveis ajudas posteriores.

“Com todos os danos causados por esse evento, os municípios locais ficam sem braço para levantar essas perdas. Nossa ajuda agiliza o processo para que essas cidades possam, o mais breve possível, reconstruir tudo o que foi danificado e retomar suas vidas”, acrescenta Abelardo Nobre, coordenador-geral da Defesa Civil de Maceió.

Entenda como funciona o trabalho de Defesa Civil

As ações de Defesa Civil são desenvolvidas em quatro eixos de atuação. 1. Prevenção; 2. Resposta; 3. Restabelecimento e 4. Reconstrução.

As iniciativas de prevenção são realizadas antes dos períodos que possam ocorrer desastres naturais como fortes chuvas e inundações.

Todas as ações preventivas devem ser executadas no período seco (verão), a fim de preparar a cidade para enfrentar o período chuvoso com o menor dano possível.

Entre as principais execuções de prevenção estão as contenções de encostas, para evitar deslizamentos; monitoramento das bacias dos rios, para identificar quando as cotas estão prestes a subir para evacuar a população, entre outras iniciativas.

A resposta acontece durante os eventos. Retirar pessoas do risco; montar abrigos provisórios para receber desabrigados e desalojados; gerir e distribuir donativos para as pessoas que precisam estão entre as ações de resposta.

Já o restabelecimento e a reconstrução acontecem após a passagem dos eventos climáticos e de acordo com suas proporções. Nestas fases, o órgão levanta os danos que foram causados e avalia o risco existente, a fim de permitir, ou não, que as famílias possam retornar para suas respectivas casas.

Concomitante a isso, solicita ao Governo Federal, por meio do S2ID, os recursos que serão necessários para a reconstrução de vias, equipamentos públicos, pontes e afins.

Todo o sistema de Defesa Civil nestas etapas tem por objetivo salvaguardar a vida da população e permitir que as pessoas possam viver sem riscos, ainda que estejam em áreas de vulnerabilidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.