24 de abril de 2024Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Dengue: Bebê de 22 dias morre em Maceió e Alagoas em aumento de casos

No País, já são 391 mortes e casos confirmados passam de 1,5 milhão

Uma bebê de 22 dias morreu de dengue no domingo (10). Seu pai, advogado João Victor da Silva Ferreira, afirmou que o bebê nasceu com anencefalia e estava internada em um hospital privado de Maceió.

Apesar dos sintomas suspeitos de dengue, como febre de 41,8 ºC, plaquetas baixas e manchas pelo corpo, a bebê chegou a ser liberada para casa. Após a morte da criança, João Victor encontrou larvas no condomínio onde mora na Ponta Verde.

Segundo atestado de óbito da bebê, as causas da morte foram dengue grave, que era conhecida como dengue hemorrágica, e a malformação congênita anencefalia.

Alagoas registrou 1.555 casos de dengue desde o início do ano, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) nesta segunda-feira (11). São 545 casos a mais do que o registro no mesmo período de 2023, o que representa aumento de 54%.

Brasil

O Brasil já registrou 391 mortes por dengue de janeiro até esta segunda-feira (11), conforme dados do Painel de Monitoramento das Arboviroses do Ministério da Saúde. De acordo com o levantamento, os casos prováveis da doença chegaram a 1.538.183 e há 854 mortes e investigação.

Entre os casos prováveis, 55,5% são de mulheres e 44,5% de homens. A faixa etária dos 30 aos 39 anos segue respondendo pelo maior número de ocorrências de dengue no país, seguida pelo grupo de 40 a 49 anos e de 50 a 59 anos.

Minas Gerais lidera em número absoluto de casos prováveis (513.538) entre os estados. Em seguida, estão São Paulo (285.134), Paraná (149.134) e o Distrito Federal (137.050). Quando se considera o coeficiente de incidência, o Distrito Federal aparece em primeiro lugar, com 4.865 casos por 100 mil habitantes, seguido por Minas Gerais (2.500,3), Espírito Santo (1.490,2) e Paraná (1.303,3).

A explosão de casos de dengue fez com que pelo menos oito unidades da Federação decretassem emergência em saúde pública: Acre, Distrito Federal, Goiás, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Santa Catarina, São Paulo e Minas Gerais.

A medida facilita acesso a recursos federais e agiliza processos voltados ao combate da doença.

Os principais sintomas da dengue. Foto: Arte/EBC