18 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Política

Doria recua do recuo e mantêm candidatura à presidência

Ele passou o cargo ao vice, Rodrigo Garcia, que assume dia 2 de abril e vai concorrer à cadeira no Palácio dos Bandeirantes

João Doria (PSDB) anunciou hoje (31) a saída do governo do Estado e confirmou que vai ser candidato à Presidência da República, após um dia marcado por notícias desencontradas, disputas internas e tensão.

Ele passou o cargo ao vice, Rodrigo Garcia, que assume dia 2 de abril e vai concorrer à cadeira no Palácio dos Bandeirantes nas eleições de outubro. “Cumpri a minha obrigação”, disse Doria

Ontem, o então avisou ao vice Rodrigo Garcia que pretendia ficar no cargo e não iria disputar a Presidência. Foi uma reviravolta que abriu uma crise no PSDB, partido ao qual ambos são filiados.

Garcia deixou o DEM no começo do ano passado após o partido rachar na disputa para a presidência da Câmara. E seus aliados já estão chamando Doria de traidor – no mínimo.

O partido está rachado desde as prévias vencidas por Doria no fim do ano passado, derrotando Eduardo Leite, o governador gaúcho que deixou o cargo na semana passada, mas permaneceu no partido com a promessa do grupo liderado pelo deputado Aécio Neves (MG) de tentar ter a legenda para disputar a Presidência.