24 de fevereiro de 2024Informação, independência e credibilidade
Esportes

Ednaldo Rodrigues é reconduzido à presidência da CBF por decisão liminar

Decisão assinada pelo ministro do SFT Gilmar Mendes anula determinação do TJ-RJ

Ednaldo Rodrigues volta à presidência da CBF – Rodrigo Ferreira / CBF

Por Dyego Barros

Ednaldo Rodrigues está de volta à presidência da CBF. Após ser afastado da entidade máxima do futebol brasileiro no início do mês de dezembro por decisão do TJ-RJ, o dirigente baiano volta ao cargo a partir de uma ação de Inconstitucionalidade ajuizada no STF pelo PCdoB, há uma semana.

Responsável pela decisão liminar, que ainda terá de passar pelo plenário do Supremo mais à frente, o ministro Gilmar Mendes considerou, na noite desta quinta-feira (4), os argumentos dos advogados do partido, que apontavam o risco do Brasil ficar fora da disputa dos Jogos Olímpicos de Paris por uma eventual punição da Fifa, que não admite intervenção da Justiça Comum em suas confederações afiliadas e já havia sinalizado preocupação com o imbróglio que abalou a estrutura da CBF.

— Esgota-se amanhã o prazo para inscrição da Seleção Brasileira de futebol, atual bicampeã olímpica, no torneio classificatório para os Jogos Olímpicos de Paris 2024, ato que pode vir a ser inviabilizado se praticado por dirigente não acreditado pelas instituições internacionais competentes — justificou o ministro.

Beneficiado pelo entendimento, Ednaldo Rodrigues reassume o controle da entidade com plenos poderes.