22 de abril de 2024Informação, independência e credibilidade
Expresso

Estágio: Ministério Público abre seleção para 197 vagas em 13 diferentes áreas de atuação

A Escola Superior do Ministério Público do Estado de Alagoas (ESMP/AL) divulgou, recentemente, o edital do processo seletivo 2023 para provimento de vagas e formação de quadro de reserva de estagiários para 13 diferentes áreas de atuação dentro da instituição. Desde 2019, o órgão também tem estágio para a atividade-meio, ou seja, para áreas diferentes do Direito. As inscrições poderão ser realizadas exclusivamente pelo link https://bit.ly/estagioMPEAL até o dia 4 de dezembro. Ao todo, serão 197 vagas ofertadas.

De acordo com o edital, os estudantes que forem aprovados farão estágio com carga horária de 20 horas semanais, no período da manhã ou da tarde, com duração de um ano, com possibilidade de prorrogação por igual período, a critério do Ministério Público Estadual de Alagoas (MPAL). O horário de estágio será definido de acordo com o funcionamento da Procuradoria-Geral de Justiça e das Promotorias de Justiça locais.

“Esta será uma grande oportunidade para os universitários participarem da rotina dos membros do Ministério Público e adquirirem conhecimento”, afirmou o procurador de Justiça Walber Valente de Lima, diretor da Escola.

Instituições conveniadas

Poderá se inscrever na seleção o estudante devidamente vinculado a instituição de ensino superior que possua convênio com o MPAL para participação no programa de estágio do órgão ministerial. São parceiros a FAA-Iesa – Associação de Ensino Superior de Alagoas; Facima – Faculdade da Cidade de Maceió; Faculdade de Ciências Jurídicas Anhanguera de Arapiraca; Faculdade Pitágoras de Maceió – Pitágoras Sistema de Educação Superior Sociedade Ltda; Fama – Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais de Maceió – Fama; Fejal – Centro Universitário Cesmac/Faculdade do Sertão/Faculdade do Agreste; FRM – Fundação Educacional do Baixo São Francisco Dr. Raimundo Marinho; IESC – Instituto de Ensino Superior Santa Cecília; IFAL – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Alagoas; Estácio – IREP – Sociedade de Ensino Superior, Médio e Fundamental Ltda; Seune – Sociedade de Ensino Universitário do Nordeste Ltda; UFAL – Universidade Federal de Alagoas; UMJ – Centro Universitário Mario Pontes Jucá; Uneal – Universidade do Estado de Alagoas; Uninassau – Centro Universitário Maurício de Nassau; Unirb – Unidade Regional Brasileira de Educação Ltda; Unirios – Centro Universitário do Rio São Francisco; Unit/Unima – Centro Universitário de Maceió; e Unit/SE – Universidade Tiradentes de Sergipe.

Vagas e bolsa educacional

Estão sendo oferecidas 197 vagas para capital e para 53 municípios de todas as regiões do estado. Os candidatos deverão escolher o estágio entre as áreas de Direito, Publicidade e Propaganda/Design Gráfico, Relações Públicas, Ciência da Computação, Administração, Ciências Contábeis, Biologia, Arquitetura, Biblioteconomia, Engenharia Civil, Psicologia e Serviço Social e Técnico em Informática.

Do total de vagas ofertadas, 10% serão reservadas para pessoas com deficiência (PCD) e mais 30% para pessoas negras (pretos ou pardos) (NEP), conforme normatização interna do Ministério Público e do Conselho Nacional do Ministério Público. Caso não haja aprovados para essas vagas reservadas, elas serão revertidas para a concorrência geral.

O estagiário terá direito a uma bolsa de complementação educacional no valor de um salário-mínimo vigente, auxílio-transporte e seguro de vida.

As inscrições, que só podem ser feitas pelo link https://bit.ly/estagioMPEAL

Oportunidade acadêmica

Para o procurador-geral de Justiça, Márcio Roberto Tenório de Albuquerque, o estágio beneficia estudantes e instituição, uma vez que os primeiros terão a chance de aprimorar sua formação acadêmica, bem como dotarão o Ministério Público de estagiários que apoiarão as ações dos agentes ministeriais. “Trata-se de uma oportunidade ímpar para os estudantes atuarem ao lado de profissionais qualificados, como são os casos dos promotores de Justiça e demais diretores da Casa. Nessa troca de experiências frutífera, o acadêmico poderá conhecer a dinâmica da instituição, acompanhar o comprometimento dos membros e servidores com a causa social e, acima de tudo, partilhar de valores morais importantes ao agente em formação. Temos episódios dos mais diversos em que estagiários se transformaram em profissionais de sucesso, dentro, inclusive, do Ministério Público”, disse ele. Clique aqui e confira o edital.