16 de abril de 2024Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Frente parlamentar irá defender direitos dos agentes comunitários de saúde

Ipaseal já busca novas formas de gestão que atendam às necessidades dos servidores

A sessão legislativa desta terça-feira, 12, foi marcada pela apresentação de um requerimento de autoria do deputado Delegado Leonam (União Brasil) e assinado por diversos parlamentares criando uma Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate às Endemias no Estado de Alagoas.

Leonam informou que a inciativa para apresentar tal proposição surgiu após receber um grupo de profissionais da área. Segundo o parlamentar, a criação da Frente Parlamentar nasce da compreensão do papel fundamental desenvolvido pelos agentes no tecido social de nossas comunidades, especialmente nas mais vulneráveis.

“Esses agentes são a primeira linha de defesa da saúde pública, atuando diretamente no combate a endemias e na promoção de práticas saudáveis, além de serem essenciais para o monitoramento e controle de doenças transmissíveis”, afirmou.

Leonam agradeceu aos deputados que assinaram o requerimento e disse que a constituição desta Frente Parlamentar é uma medida crucial para assegurar que esses profissionais recebam o apoio necessário para realizar seu trabalho com eficácia, dignidade e segurança.

“Além de promover a valorização e o reconhecimento desses agentes, a Frente Parlamentar proposta buscará fomentar políticas públicas que garantam melhores nas condições de trabalho, capacitação contínua e adequação de recursos”, concluiu.

Os deputados Fernando Pereira (PP), Gabi Gonçalves (PP), Rose Davino (PP) e Ricardo Nezinho (MDB), que assinaram o requerimento, destacaram a importância dos profissionais que trabalham para a melhoria dos indicadores de saúde. “Tive o prazer de me juntar com o deputado Leonam nessa luta e integrar essa frente em defesa destes importantes profissionais”, disse Gabi.

“Muito feliz em fazer parte dessa Frente Parlamentar, que favorece os agentes comunitários. Acompanhei a história desses profissionais desde o início e sei da luta que eles enfrentam”, afirmou Rose Davino.

“Vamos buscar uma ponte com os nossos deputados federais para juntos defendermos os interesses dessa classe tão importante para Alagoas”, afirmou Fernando Pereira. “Arapiraca tem 99% de cobertura do Programa Saúde da Família e isso implica dizer que os agentes são personagens fundamentais para a saúde dos municípios”, destacou Ricardo Nezinho.

Reunião entre os gestores discutiu a reformulação do Plano Ipaseal Saúde. Foto: Aprígio Vilanova / Ascom Ipaseal Saúde

O diretor-presidente do Ipaseal Saúde, Adeilson Bezerra, e o secretário de Estado do Planejamento Gestão e Patrimônio, Gabriel Albino, discutiram, nesta terça-feira (12), a reformulação do Plano Ipaseal Saúde, para melhor atender aos seus usuários.

No início deste ano, foi criado um grupo de trabalho para realizar um levantamento e análise do plano de saúde, objetivando transformá-lo em um modelo viável de gestão e que atenda às necessidades de todos os envolvidos.

“O encontro foi de extrema importância, porque objetiva remodelar o plano Ipaseal Saúde, com a finalidade de oxigená-lo e viabilizar a reabertura das adesões. Também vamos buscar novos parceiros e melhorias que tenham um impacto direto no atendimento aos usuários”, explicou Adeilson.

A reunião contou ainda com a presença dos integrantes do grupo de trabalho, o coordenador Executivo de Planejamento, Orçamento e Finanças, David Almeida, e a Relações Institucionais do Ipaseal, Danúbia Barbosa; a secretária Executiva de Gestão e Patrimônio da Seplag, Karine Silva; o assessor Especial da Secretaria de Patrimônio da Seplag, Célio Souza, e o chefe de Perícia Médica do Estado, Fábio Lemos.