2 de março de 2024Informação, independência e credibilidade
Maceió

Gabinete de Crise apresenta logística para receber famílias de área de risco

Moradores devem se dirigir para locais seguros; nove escolas estão com estrutura pronta para acolhimento

Gabinete de Crise apresenta logística para receber famílias de área de risco
Claydson Mourinha, coordenador do Gabinete de Crise. Foto: Itawi Albuquerque/ Secom Maceió
Representantes das secretarias municipais que integram o Gabinete de Crise formado para acompanhar a situação de risco provocada pela Braskem em Maceió se reuniram na manhã desta quinta-feira (30) na Prefeitura. Os 16 integrantes repassaram toda a logística montada para acolher os moradores das áreas próximas à mina que apresenta risco de colapso.

Nove escolas estão estruturadas com carros-pipa, colchões, alimentação, equipes de saúde, equipes da Guarda Municipal e de assistência social para receber até 5 mil pessoas vindas das regiões do Mutange, Bom Parto (da área mais próxima da lagoa) e Flexal de Baixo.

As escolas para onde as famílias já podem se dirigir são Senador Rui Palmeira, Higino Belo, Maria Carrascosa, Antídio Vieira, Orlando Araújo, Manoel Pedro, Brandão Lima, Pompeu Sarmento e Lenilton Alves. A transferência deve ser orientada pela Defesa Civil, que pode ser acionada pelo telefone 199.

Os moradores que quiserem e puderem ir para a casa de parentes também serão auxiliados pelo Município com a entrega de cestas básicas. De acordo com o coordenador do Gabinete de Crise da Prefeitura de Maceió, Claydson Mourinha, as pessoas devem deixar suas casas a partir de agora, ou seja, com antecedência, para que danos maiores sejam evitados.

“Nós não sabemos se o colapso será daqui a pouco ou no final do dia, mas já se sabe que vai colapsar e não sabemos a proporção. Não precisamos de pânico, o que precisamos efetivamente é contar com a colaboração das pessoas. Por determinação do prefeito JHС, estamos atuando com muito cuidado, porque as pessoas já estão fragilizadas, mas pedimos a essas famílias que procurem um lugar seguro. Não esperem o pior”, reforçou Mourinha.

Reunião do Gabinete de Crise na manhã desta quinta-feira (30): preocupação é garantir a segurança dos moradores da área em risco. Foto: Itawi Albuquerque/Secom Maceió
Reunião do Gabinete de Crise na manhã desta quinta-feira (30): preocupação é garantir a segurança dos moradores da área em risco. Foto: Itawi Albuquerque/Secom Maceió

A Prefeitura já encaminhou os 85 pacientes do Hospital Sanatório para outras unidades de saúde, entre elas o Hospital Universitário, que também recebeu equipamentos para a hemodiálise de 352 pessoas.

O plano de contingência para a evacuação dos bairros já está pronto e conta com a disponibilidade de mais de 300 servidores das secretarias, e de ambulâncias, ônibus, caçambas e caminhões para o transporte de pessoas e bens móveis.

Entre as pastas envolvidas no plano, a Secretaria de Desenvolvimento Social disponibilizou equipes e alimentação para as escolas, a Autarquia de Limpeza Urbana está com plantão de agentes de limpeza e equipamentos, o Departamento de Transporte e Trânsito atua no bloqueio de vias, a Ilumina irá disponibilizar geradores para o caso de queda de energia, e a Causa Animal realiza o recolhimento de animais.

A Secretaria de Saúde irá montar a estrutura do programa Saúde da Gente no bairro do Vergel, local mais próximo da área de risco, além de prestar apoio nos locais de abrigamento e nos hospitais que receberam os pacientes do Sanatório. As unidades básicas de saúde irão funcionar normalmente nesta sexta-feira (1º) e aquelas mais próximas da região lagunar, como a da Pitanguinha, terão reforço na equipe.

Também estiveram presentes na reunião o representante da Câmara de Vereadores, vereador Fábio Rogério, que reforçou a atuação dos parlamentares nos bairros para a sensibilização da população, e o representante da Universidade Federal de Alagoas, Théo Fortes, que colocou a estrutura do campus à disposição.