1 de março de 2024Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Gilvan Barros Filho critica Caixa Econômica pelo fechamento de lotéricas no Sertão

Muitos empresários não tiveram direito de defesa ao terem seus negócios fechados

O deputado Gilvan Barros Filho (MDB) criticou o fechamento de agências lotéricas no Estado de Alagoas e classificou como “perseguição” a ação da Caixa Econômica Federal contra comerciantes e donos de casas lotéricas.

Durante a sessão ordinária desta quarta-feira, 6, o parlamentar informou que muitos empresários não tiveram direito de defesa ao terem seus negócios fechados, mas que alguns deram entrada na Justiça e conseguiram abrir seus pontos comerciais.

“Esse fechamento vem acontecendo em larga escala, principalmente na região do Sertão. Venho aqui solicitar à superintendência da Caixa Econômica em Alagoas explicações sobre esses fechamentos, quais motivos para isso e quem é o responsável pela região do Sertão”, disse o deputado. Gilvan lembrou ainda que em alguns municípios as lotéricas possuem localizações estratégicas, pois funcionam como se fossem uma instituição bancária, único local onde a população de algumas cidades têm para pagar suas contas, receber seus benefícios ou fazer suas transações bancárias.

“Como membro da Frente Parlamentar em Defesa do Comércio, peço aos colegas da Casa um ofício endereçado à Superintendência da Caixa Econômica, pois esses excessos têm que ser combatidos”, conclui Gilvan Barros Filho, lembrando que estes fechamentos causaram danos aos municípios. Em aparte, Inácio Loiola concordou com o colega, dizendo que a atitude da Caixa é inadmissível, pois “prejudica demais a economia da região do Sertão, posteriormente chegando a outras regiões”.