21 de maio de 2024Informação, independência e credibilidade
Cultura

Governador inaugura Centro Cultural e instalações em Capela

Solenidades fizeram parte das comemorações alusivas aos 128 anos de emancipação politica do município

O governador Renan Filho (MDB) inaugurou, na manhã desta terça-feira (16), em Capela, no Vale do Paraíba alagoano, o Centro Cultural Multiuso Vereadora Lêda Valéria, antigo “Farinheiro”, e as novas instalações do Ateliê João das Alagoas.

“São duas entregas muito importantes para o município. O ateliê é um incentivo para ampliar as vendas e melhorar as condições de trabalho dos dez artesãos que aqui trabalham. O João das Alagoas é um dos principais artistas populares do nosso Estado e do país. A outra entrega importante é o antigo Farinheiro, um prédio histórico que serviu para festividades e para o comércio semanal”, declarou Renan Filho.

As solenidades fizeram parte das festividades alusivas aos 128 anos de emancipação política de Capela e contaram com a presença do prefeito do município, Adelmo Calheiros; dos secretários de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, e da Cultura, Melina Freitas; além da primeira-dama, Renata Calheiros

A reestruturação do Ateliê João das Alagoas proporcionou melhores condições para visitação tanto dos clientes finais como dos lojistas, colecionadores e galeristas. Os investimentos, da ordem de R$ 200 mil, favorecem a economia regional, sobretudo o mercado do artesanato.

João Carlos da Silva, 60 anos, o “João das Alagoas” é considerado patrimônio vivo do Estado. Ele falou dos benefícios proporcionados pelas obras de melhoria e ampliação do ateliê, que beneficiam 10 artesãos capelenses.

Farinheiro

Construído em 1934, o prédio histórico abrigava o antigo Mercado Público Municipal, mais conhecido como “Farinheiro”. Ali se comercializava, dentre outros alimentos, farinha de mandioca, amplamente consumida no Nordeste brasileiro.

O imóvel foi derrubado em 2014. Restou apenas a fachada da edificação original, que foi demolida em seguida, porque havia risco de desabamento. Transformado em Centro Cultural Multiuso, o prédio foi reconstruído; as características arquitetônicas originais, porém, resgatadas. Familiares da vereadora falecida e que dá nome ao prédio prestigiaram a inauguração.

O espaço, erguido por meio de um convênio entre o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), e a prefeitura de Capela, será destinado à comercialização de produtos locais, artesanato e a apresentações artísticas. Foram investidos na obra mais de R$ 1 milhão. Noventa e oito por cento dos recursos foram provenientes do Estado e 2% da Prefeitura Municipal de Capela.