15 de junho de 2024Informação, independência e credibilidade
Saúde

Governo lança nesta 2ª feira o Programa Alagoas Transplanta: Uma Nova Chance de Viver

Programa vai permitir que pacientes realizem transplantes cardíacos e renais no Hospital do Coração Alagoano

Com o lançamento do Programa Alagoas Transplanta, os usuários do SUS serão submetidos a transplantes cardíacos e renais. Foto: Olival Santos

O governador Paulo Dantas lança nesta próxima segunda-feira (15), às 11h, o “Programa Alagoas Transplanta: Uma Nova Chance de Viver”.

A cerimônia ocorrerá no Hospital do Coração Alagoano, no bairro Cidade Universitária, em Maceió, e vai contar com a presença do governador Paulo Dantas e secretário de Estado da Saúde, médico Gustavo Pontes de Miranda.

Por meio do Alagoas Transplanta, a população alagoana, assistida pelo Sistema único de Saúde (SUS), terá a oportunidade de realizar transplantes cardíacos e renais no Hospital do Coração Alagoano.

Segundo o Secretário de Saúde, a unidade hospitalar foi habilitada pelo Ministério da Saúde para realizar transplantes cardíacos e renais em 24 de novembro de 2023, por meio da portaria nº 988, após solicitação da Sesau.

om a ampliação da Rede Hospitalar e de Unidades de Pronto Atendimentos (UPAs), o Governo de Alagoas viu a necessidade de realizar os transplantes pelo SUS nas unidades próprias. Até agora, estes procedimentos ocorriam apenas na rede contratualizada, que são os hospitais privados e filantrópicos do Estado.

O Programa Alagoas Transplanta vai envolver atendimento médico completo, ambulatorial, hospitalar e cirúrgico. Além disso, haverá o fornecimento de medicamentos, incluindo os imunossupressores, desde o pré-transplante até o pós-transplante.

O secretário Gustavo Pontes destaca que o Alagoas Transplanta será custeado com recursos do Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde, além de receber aporte financeiro do Governo de Alagoas.

“O lançamento deste programa é mais um grande avanço para a saúde pública alagoana. Com ele, vamos conseguir realizar transplantes em nossos hospitais próprios, diminuindo muito o gasto público com unidades privadas e filantrópicas e, deste modo, beneficiando, ainda mais, a população alagoana”, disse o gestor da Sesau.