2 de março de 2024Informação, independência e credibilidade
Brasil

Governo Lula diz que anunciará reajuste salarial de servidores em 15 de dezembro

Mesa de negociação, criada em 2003, ficou paralisada durante todo governo Bolsonaro, quando Paulo Guedes chamava os servidores de ‘vagabundos’

Esplanada dos Ministérios concentra o maior número de servidores públicos na capital do Brasil

O governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) declarou na noite desta quinta-feira, 16, que no dia 15 de dezembro anunciará  nova proposta de reajuste salarial para os servidores públicos federais.

O anúncio foi feito durante uma nova mesa de negociação com a participação de membros do Executivo e de entidades do funcionalismo público, que reivindicam o reajuste nos salários.

“O governo está trabalhando fortemente para poder conseguir espaço orçamentários, espaço financeiro, para consolidar uma proposta que, até o fim do ano, esperamos poder apresentar ao funcionalismo público”, disse José Lopez Feijó, secretário de Relações de Trabalho.

Até o momento, o governo tem R$ 1,5 bilhão disponível para a correção salarial dos servidores federais, o que equivaleria a menos de 1% de reajuste em 2024.

A Mesa de Negociação Permanente, ligada ao Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, reúne representantes do governo e das entidades sindicais. Ela foi criada em 2003, mas foi paralisada durante a gestão de Jair Bolsonaro (PL), quando o então Ministro da Economia, Paulo Guedes, se referiu aos servidores públicos como “vagabundos”.