2 de março de 2024Informação, independência e credibilidade
Mundo

Guerra entre Israel e Hamas deixa 3 mil pessoas mortas até esta 6ª feira

Guerra também já fez mais de 10 mil pessoas feridas

Guerra isola a faixa de Gaza que está sem água e sem energia

No sétimo dia de bombardeios, a guerra entre Israel e o grupo Hamas, na Palestina, já deixou mais de 3 mil pessoas mortas, até esta sexta-feira, 13.

Ao todo, são 1.300 israelenses mortos, segundo o exército de Israel, e 1.799 palestinos mortos, de acordo com o Ministério da Saúde palestino, citado pela imprensa local.

Segundo a pasta, já há mais de 500 crianças palestinas mortas. Há também 6.612 feridos, entre eles 1.644 crianças e 1.005 mulheres. Do lado israelense, há mais de 3,2 mil feridos.

Neste momento, o  sistema de saúde palestino está colapsado , já que não tem capacidade para atender a todos os feridos, sobretudo os que precisam de cirurgias. A Faixa de Gaza está cercada por Israel, que impede a entrada de suprimentos básicos e combustíveis, além de ter cortado a eletricidade.

Segundo a OMS, “o tempo está se esgotando para evitar uma catástrofe humanitária se o combustível e os fornecimentos humanitários e de saúde que salvam vidas não puderem ser entregues com urgência à Faixa de Gaza no meio do bloqueio total”.

“Os hospitais têm apenas algumas horas de eletricidade por dia, pois são forçados a racionar as reservas de combustível que se esgotam e dependem de geradores para sustentar as funções mais críticas. Mesmo estas funções terão de cessar dentro de alguns dias, quando os estoques de combustível se esgotarem”, alerta a OMS. “Cada hora perdida coloca mais vidas em risco”, completa.