22 de abril de 2024Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Hemoal cadastra doadores de medula óssea no Cesmac nesta sexta

Ação visa aumentar o número de alagoanos cadastrados no banco de dados do Hemocentro

Para se cadastrar como doador de medula óssea o voluntário deve doar 5 ml de sangue. Foto: Carla Cleto / Ascom Sesau

O Hemocentro de Alagoas (Hemoal) realiza, nesta sexta-feira (15), o cadastro de candidatos à doação de medula óssea no Campus I do Centro Universitário Cesmac, situado à Rua Cônego Machado, no bairro Farol. A ação vai ocorrer das 8h às 12h, e visa aumentar o número de alagoanos cadastrados, que atualmente corresponde a 62.857 voluntários.

Conforme portaria do Ministério da Saúde (MS), o voluntário deve ter entre 18 e 35 anos e portar documentos como CPF ou RG, comprovante de residência e preencher um formulário. Na doação serão coletados 5 ml de sangue, cuja amostra passará por exame laboratorial para a extração do código genético.

“O código genético do doador será cruzado com os dos pacientes que precisam do transplante de medula óssea. Caso haja compatibilidade, o pretenso doador será convocado para realizar novos exames que atestem a compatibilidade”, explicou a hematologista do Hemoal, Verônica Guedes.

A doação

Comprovada a compatibilidade, a doação de medula óssea será realizada, por meio de uma punção. O procedimento consiste na retirada de um líquido esponjoso, que será transplantado no portador de alguma doença hematológica, como a leucemia, a mais comum delas. Após 48 horas do procedimento, o voluntário já poderá retomar as suas atividades normais.