3 de março de 2024Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Hemoal está com estoque baixo de sangue para o período carnavalesco

Atualmente as Unidades Arapiraca e Maceió somam apenas 262 bolsas

É importante que doadores abasteçam os estoques de sangue dos Hemoal antes do Carnaval. Foto: Carla Cleto – Ascom Sesau

A doação de sangue é importante o ano inteiro, mas, principalmente no período carnavalesco, que é quando os estoques ficam mais baixos devido à maior demanda de pacientes, causada por acidentes. Atualmente os bancos de sangue do Hemocentro de Alagoas (Hemoal) somam 262 bolsas, sendo 147 em Maceió e 115 em Arapiraca, menos da metade do esperado.

A assistente social do Hemoal Maceió, Natasha Souza, destaca que a doação de sangue é um gesto altruísta de grande impacto na vida das pessoas e também em medicamentos que são feitos com componentes do sangue. Os tipos sanguíneos que estão com o estoque crítico na capital são A+, B+, AB+, A-, O-.

“O Hemoal se encontra hoje com o estoque baixo, estamos com o nosso alerta aceso, uma vez que estamos nos aproximando do Carnaval. As pessoas ainda não têm o costume de doar sangue antes de curtir a sua folia, viajar, confraternizar. Então, isso acaba acarretando no baixo estoque de doações, uma vez que um doador voluntário de sangue pode salvar até quatro vidas em uma única doação”, disse Natasha Souza.

De acordo com a supervisora do Hemoal Arapiraca, a assistente social Aurélia Fernandes, os tipos sanguíneos mais críticos são o A+, B+ e 0-.

“O Carnaval é sempre uma época crítica. Esperamos que não tenha muitos acidentes, que não tenha muita gravidade, mas, normalmente é uma época em que os pacientes mais precisam de doadores. Por isso, antes de pular o Carnaval, recomendamos que os foliões sejam solidários e façam suas doações”, recomendou Aurélia.

Para realizar a doação de sangue basta ter entre 16 e 69 anos, pesar no mínimo 50 quilos e portar um documento de identificação com foto. No caso dos menores de 18 anos é imprescindível estar acompanhado dos pais e portando um documento de identificação oficial e original.

Para ser doador, o voluntário não pode ter contraído doença de Chagas, Aids, sífilis e hepatite após os 11 anos. Para realizar uma nova doação é preciso respeitar um intervalo de dois meses para os homens e três para as mulheres. As gestantes e lactantes ficam impedidas de se candidatar a doação de sangue.