19 de maio de 2024Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Hemoal Maceió retoma coleta de sangue na Unidade Farol nesta terça

Atendimento estava suspenso desde fevereiro deste ano e serviço passou por reestruturação

Doações de sangue já podem ser retomadas na Unidade Farol do Hospital Veredas, em Maceió. Foto: Carla Cleto

A Unidade Farol do Hemocentro de Alagoas (Hemoal), situada no Hospital Veredas, em Maceió, voltará a atender candidatos à doação de sangue e medula óssea nesta terça-feira (16). O posto de coleta atenderá aos voluntários todas às terças-feiras, das 7h às 17h, como ocorria até janeiro deste ano, quando foi desativado para passar por uma reestruturação.

A retomada do atendimento na Unidade Farol visa facilitar o acesso dos alagoanos que desejam se candidatar à doação voluntária de sangue e medula óssea. Com isso, o Hemoal volta a contar com três postos de atendimento na capital alagoana, uma vez que também dispõe das Unidades Trapiche, ao lado do Hospital Geral do Estado (HGE); e Via Expressa, ao lado do Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA).

A Unidade Trapiche e a Unidade Via Expressa funcionam de segunda a sexta, das 7h às 18h, bem como, aos sábados, das 7h às 17h. Caso esteja no interior do Estado, o voluntário dispõe da Unidade Eldorado, vinculada ao Hemoal Arapiraca, e que funciona na rua Marechal Floriano Peixoto, próxima à Escola Alternativa.

Segundo a diretora do Hemoal, Verônica Guedes, a Unidade Farol volta a funcionar com foco na assistência qualificada, ágil e humanizada aos candidatos à doação de sangue e medula óssea. “Estaremos retomando o atendimento com a missão de continuarmos sendo referência em assistência hemoterápica em Alagoas, seguindo as diretrizes da Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária]”, assegurou a gestora.

Critérios para doação

Os voluntários que desejam se candidatar à doação de sangue devem ter idade mínima de 16 anos, peso igual ou superior a 50 quilos e apresentar um documento de identificação com foto. O Ministério da Saúde (MS) exige, também, que o candidato não esteja gripado, com Influenza ou Covid-19, sendo necessário aguardar 10 dias, após cessarem os sintomas.

No caso do voluntário que tenha contraído a doença de Chagas, Aids, sífilis e hepatite após os 11 anos, o impedimento para se candidatar à doação de sangue é permanente. Mas se ele colocou piercing, fez tatuagem, maquiagem definitiva ou micropigmentação, a doação de sangue só é vetada pelo período de um ano após o procedimento.  Quanto às mulheres, há impedimento para doar sangue se estiverem grávidas ou amamentando, além de ser necessário respeitar um intervalo mínimo de três meses entre uma doação e outra. Já com relação aos homens, de acordo com portaria do MS, o intervalo é de apenas dois meses para voltar a se candidatar à doação de sangue.