26 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Mundo

Hotéis e igrejas: Explosões em série matam mais de 180 no Sri Lanka

Ataques coordenados ceifaram turistas e fieis, que celebravam o Domingo da Ressurreição, na ilha do sudoeste da Índia, região em estado de emergência devido confrontos entre muçulmanos e budistas

Na noite de sábado (20) no Brasil, por volta das das 8h45 deste domingo em Sri Lanka, ao menos 180 pessoas morreram e mais de 400 ficaram feridas, após seis explosões em série acontecerem em hotéis de luxo e igrejas do país ilha do sudeste da Índia. Entre os mortos, 35 seriam estrangeiros, segundo a agência France Press.

No momento das explosões coordenadas, o que indica uma ação terrorista, vários fiéis comemoravam o Domingo da Ressurreição, em pelo menos três hotéis de luxo em Colombo (Shangri La, Cinnamon Grand e Kingsbury) e também em uma igreja da capital, outra em Katana, no oeste do país, e a terceira em Batticaloa, no leste da ilha.

“Cenas horríveis. Vi membros amputados derramados por todos lados. Equipes de emergência estão espalhadas em todos os pontos. (…) Levamos muitas vítimas para o hospital, esperamos ter salvado muitas vidas”. Harsha Silva, Ministro para Reformas Econômicas do Sri Lanka.

Imagens divulgadas pela imprensa local mostram a magnitude da explosão em pelo menos uma das igrejas, com o teto do templo semidestruído, escombros e corpos espalhados enquanto o povo tenta socorrer os feridos.

Os fiéis comemoravam hoje o Domingo da Ressurreição, o dia mais importante dentro dos ritos da Semana Santa. Os ataques contra minorias religiosas na ilha vêm se repetindo, os últimos de relevância em 2018, quando o Governo teve que declarar estado de emergência depois de confrontos entre muçulmanos e budistas.

No Sri Lanka a população cristã representa 7%, enquanto os budistas são cerca de 70%, os hinduístas 15% e os muçulmanos 11%.