16 de junho de 2024Informação, independência e credibilidade
Alagoas

IMA autua e embarga restaurante do complexo turístico do mirante do Gunga, em Roteiro

Estabelecimento não possui licenciamento ambiental, conforme estabelecido pela legislação vigente


Com o embargo, o empreendimento será obrigado a adotar medidas corretivas. Foto: Ascom IMA/AL

O Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas (IMA/AL) autuou e embargou, na manhã desta quinta-feira (11) o restaurante do complexo turístico do mirante do Gunga, no município de Roteiro, no Litoral Sul de Alagoas.

De acordo com os fiscais do IMA, o estabelecimento não possui licenciamento ambiental, conforme estabelecido pela legislação vigente. Além disso, foi constatado que o empreendimento tem causado danos significativos ao meio ambiente, comprometendo a flora e fauna locais, além de afetar negativamente o equilíbrio ecológico da região.

“Essa situação representa um sério risco para o desenvolvimento do turismo sustentável na área, uma vez que tal desenvolvimento depende da preservação dos recursos naturais e da beleza cênica do local para atrair visitantes e garantir uma experiência positiva”.

Com o embargo, o empreendimento será obrigado a adotar medidas corretivas que deverão ser implementadas para mitigar os danos e prevenir futuras infrações.

Além do restaurante, os fiscais do IMA também embargaram a obra de uma pousada que estava sendo erguida em região costeira sensível, ponto de desova de tartarugas. A obra não possui licenciamento ambiental.

Histórico 

O complexo turístico do Gunga apresenta um histórico de irregularidades que foram alvo de multas e embargos desde 2017. Após uma série de autuações, foi firmado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), que não vinha sendo cumprido pelo empreendimento. Por esse motivo e por conta desta autuação desta quinta, o TAC foi suspenso.