1 de março de 2024Informação, independência e credibilidade
Alagoas

IMA e Ufal apresentam resultados de análise na região da Lagoa Mundaú

Objetivo é proporcionar uma melhor compreensão da situação desse importante corpo hídrico

Após o rompimento de parte da mina 18, técnicos do laboratório do IMA, em colaboração com a Universidade Federal de Alagoas (Ufal), realizaram uma série de análises na região da Laguna Mundaú para avaliar as condições físico-químicas atuais, como salinidade e cloretos, que podem ter relação com a sal-gema.

A apresentação dos resultados da análise deve ser realizada hoje.

O IMA trabalhou as suas amostras em conjunto com a UFAL e discute os resultados a fim de compreender a dinâmica da Laguna Mundaú a partir do colapso.

Foram realizadas coletas de água, sedimento e organismos aquáticos nos meses de fevereiro, junho e setembro de 2023. Em caráter emergencial, outras três coletas de água foram feitas nos dias 2, 7 e 10 de dezembro, em parceria com a Defesa Civil do Estado de Alagoas, além da coleta regular do projeto, em toda a laguna, no dia 11 de dezembro de 2023, cujas análises ainda estão sendo processadas nos referidos laboratórios.

A Ufal estará representada pelo reitor Josealdo Tonholo e pelos pesquisadores Emerson Soares, do Laboratório de Aquicultura e Ecologia Aquática (Laqua); Josué Carinhanha, do Laboratório de Instrumentação e Desenvolvimento em Química Analítica (Linqa); e João Soletti, do Laboratório de Sistema de Separação e Otimização de Processos (Lassop). Já o IMA estará representado pela Gerente do Laboratório do Instituto, Ana Karine Pimentel.

Os pesquisadores divulgarão os dados mais recentes, correlacionando-os com o histórico de pesquisas na laguna, a fim de proporcionar uma melhor compreensão da situação desse importante corpo hídrico, com base nos parâmetros avaliados com rigor científico.