16 de junho de 2024Informação, independência e credibilidade
Mundo

Israel declara guerra após Hamas lançar milhares de foguetes em ataque surpresa

Invasão acontece por ar, terra e mar, pegando o país desprevenido em um feriado importante

O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, declarou guerra após o Hamas lançar um ataque surpresa e de grande escala neste sábado (7), em ação que já é considerada uma das maiores ofensivas contra o país nos últimos anos.

O grupo militante Hamas realizou um ataque sem precedentes contra Israel na madrugada de sábado (7), disparando milhares de foguetes ao mesmo tempo que enquanto dezenas de combatentes, até mesmo de paraquedas, se infiltravam na fronteira. A invasão acontece por ar, terra e mar, pegando o país desprevenido em um feriado importante.

Em mensagem de vídeo, Netanyahu disse que o grupo extremista islâmico que controla a Faixa de Gaza pagará “um preço sem precedentes” pela ofensiva. “Estamos em guerra. Esta não é uma operação simples. O inimigo pagará um preço sem precedentes”, disse Netanyahu.

Várias horas após o início da invasão, os militantes do Hamas ainda travavam tiroteios dentro de várias comunidades israelitas, numa surpreendente demonstração de força que abalou o país. O serviço nacional de resgate de Israel disse que pelo menos 22 pessoas foram mortas e centenas ficaram feridas, tornando este o ataque mais mortal em Israel em anos.

O Centro Médico Soroka, na cidade de Beersheba, no sul de Israel, disse que estava tratando pelo menos 280 vítimas, das quais 60 em estado grave. O Hospital Barzilai em Ashkelon, perto de Gaza, disse estar tratando 182 feridos, incluindo 12 em estado crítico.

Não houve comentários oficiais sobre as vítimas em Gaza, mas os repórteres da Associated Press testemunharam os funerais de 15 pessoas que foram mortas e viram outros oito corpos chegarem a um hospital local. Não ficou imediatamente claro se eram combatentes ou civis.