24 de maio de 2024Informação, independência e credibilidade
Maceió

JHC entrega reforma da unidade básica saúde de Riacho Doce

Esta será a vigésima quarta unidade a receber o Corujão da Saúde, funcionando até 21h

O prefeito de Maceió, JHC, entregou a reforma da unidade básica de saúde (UBS) Vanderlei Maria de Andrade, no bairro de Riacho Doce, na noite desta quinta-feira (25), beneficiando seis comunidades do entorno. Esta é a 24ª unidade que a atual gestão estrutura para receber o programa Corujão da Saúde, com atendimento estendido até as 21h.
No equipamento, o município investiu mais de R$ 230 mil para recuperar a fachada, consertar o telhado, impermeabilizar paredes e teto, além de promover a pintura interna e externa, revisão das instalações elétricas e reforço da laje do prédio.

Na ocasião, o prefeito JHC relembrou a situação das unidades antes da gestão e afirmou que, hoje, está mudando a realidade da saúde pública de Maceió. ”Já vimos unidades completamente insalubres, que não tinham insumos, com mofos e descarte incorreto de lixo hospitalar. As mulheres tinham que levar lençóis de casa para realizar exames ginecológicos. O Corujão da gestão passada era chegar de madrugada para ficar em frente ao posto e pegar ficha, era assim que funcionava a saúde”, relembra.

“A gente fica muito feliz de viver esse novo momento, quem imaginaria um posto de saúde funcionando até às 21 horas? Lembrem-se do esforço que estamos fazendo para mudar a realidade da saúde pública de Maceió, contratamos profissionais, criamos o programa Corujão da Saúde, pagamos melhor e em dia. Nós temos os melhores servidores de saúde do país, vamos apoiá-los e dar a garantia para que todos tenham um serviço de qualidade”, finaliza

Com a reestruturação, a UBS terá a capacidade de atender uma média de 8 mil pessoas com o modelo de Estratégia em Saúde da Família (ESF), ofertando consultas médicas, nutricionais, odontológicas, psicológicas e de enfermagem para comunidades de Riacho Doce, Garça Torta, Boca do Rio, Mirante da Sereia, Alto do Cruzeiro e Guaxuma.

O secretário municipal de Saúde, Luiz Romero, afirma que a nova unidade está pronta para receber a comunidade e destaca o apoio da gestão.

“O que ouço do prefeito é estímulo diário, motivação e liberdade para entregar todas as unidades reformadas. Aqui encontro um ambiente com profissionais dedicados, um lugar digno para atender qualquer pessoa. É raro encontrar circunstâncias como essa em um pequeno bairro, com vários médicos, exames, vacinas, testes e outros serviços. Isso é extraordinário”, pontua.

Ana Patrícia é diretora da unidade de saúde e filha de Vanderli Maria de Andrade, a qual leva o nome da unidade. Ela diz que conhece as necessidades do bairro e nunca tinha visto tantas mudanças na região norte da capital.

“É muito emocionante pra mim porque ela foi a irmã Dulce de Riacho Doce. Ela ajudou muito as pessoas e pretendo dar continuidade ao trabalho da minha mãe. Quero agradecer de coração ao trabalho do JHC feito na região norte, moro aqui há anos e conheço a necessidade do bairro, eu com 42 anos nunca vi uma gestão pra fazer tanta mudança”, destaca.

Lá, a população também conta com dispensação de medicamentos, exames ginecológicos, pré-natal, pré-consulta, agendamento pelo Pronto!, planejamento familiar, testes rápidos de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), de Covid-19, teste do pezinho para bebês, assim como curativos, vacinação, retirada de pontos, saúde da criança, adolescente, idoso, da mulher e do homem.

“Hoje a gente tem um posto de saúde diferenciado. A gente chegava aqui às três e meia da manhã para pegar ficha quando assim que o posto abrisse. Hoje está tudo organizado, não precisamos dormir em fila, temos o corujão e ficamos até no ar-condicionado”, compara Luciana Menezes, que mora em Riacho Doce há 12 anos.

A equipe da unidade é formada por médicos generalistas e pediatras, psicólogo, enfermeiro, nutricionista, assistente social, farmacêutico, técnico de enfermagem, odontólogos, auxiliares de saúde bucal e assistente administrativo.

Maceió conta com 76 equipamentos de saúde, dos quais 50 foram requalificados (a maioria na parte alta – 68%). Até agora, a Prefeitura investiu R$ 15 milhões com as reformas das unidades, entregou 34 e está com 16 com obras sendo finalizadas.