22 de abril de 2024Informação, independência e credibilidade
Justiça

Lojistas do Maceió Shopping ressaltam importância de conscientização e denúncia contra violência doméstica

Campanha ‘Ei, mulher, dê um basta!’ do TJAL, conscientiza e alerta funcionários, lojistas e clientes em diversos pontos do centro de compras

Kitty Belowodski ressaltou que a campanha pode salvar vidas.  Kitty Belowodski ressaltou que a campanha pode salvar vidas. Foto: Adeildo Lobo

Kitty Belowodski é lojista no Maceió Shopping, um dos shoppings da capital alagoana que aderiram à campanha “Ei, mulher! Dê um basta!”, do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL). Para ela, denunciar é o que vai fazer a mulher sair do ciclo de violência.

“Eu fico muito feliz e orgulhosa de participar de uma campanha tão importante como essa promovida junto ao Maceió Shopping. É um horror saber que tantas mulheres sofrem violência, então temos que aderir, orientar e ajudar cada vez mais mulheres a denunciarem”, ressaltou a lojista.

Como parte da campanha, o shopping está disponibilizando em seu espaço físico cartazes, totens e folders que contêm informações que buscam fazer as mulheres refletirem sobre violência doméstica e até denunciarem, caso estejam passando por situações dessa natureza.

Kitty aproveitou a campanha, colocou o adesivo no provador de sua loja e disse que vai orientar as clientes e funcionárias a refletirem sobre o assunto e até fazerem o teste do ‘violentômetro’, disponível no folder informativo.

Ela reforçou que a campanha, idealizada pela Diretoria de Comunicação (Dicom) e em parceria com a Coordenadoria da Mulher do TJAL, reúne várias ações para que as mulheres possam, de maneira prática, sairem dessa situação.

“O violentômetro disponível no folder, por exemplo, é um questionário simples e muito bem elaborado para que as mulheres respondam e percebam que algumas situações também são violência”, destacou a empresária.

Lojista ressalta a importância de conscientizar suas funcionárias. Foto: Adeildo Lobo.

Conversa e conscientização constante

Catarina Pereira também é lojista no Maceió Shopping. Para ela, ações como essa ajudam  não só clientes, mas muitas funcionárias e se perceberem dentro de relacionamentos abusivos e começarem a criar coragem para denunciar.

“Essa é uma conversa que precisamos ter constantemente com nossas funcionárias. Essa troca possibilita mais segurança e leva mais conscientização. Elas precisam saber o que elas merecem, precisam se empoderar”, avisou a empresária.

“Na loja, os cartazes já estão em local visível. O diálogo é constante e a campanha vai ajudar muitas delas a saberem como agir caso passem ou conheçam alguém que esteja passando por isso”, pontuou.

Parceria

Robson Rodas, superintendente do Maceió Shopping, lembrou que o shopping é muito mais que um lugar de compras, mas também de conscientização. Ele enfatizou que essa é uma luta que pode ser vencida com informação.

“Através dessa parceria entre o Tribunal de Justiça, os shoppings e as outras entidades, estamos unindo esforços para conscientizar. Somos mais que um local de compras, somos centro de serviços e agregamos mais uma ferramenta para combater a violência doméstica”, ressaltou.

Funcionários do shopping participam da campanha “Ei Mulher! Dê um basta!”. Foto: Adeildo Lobo.

Adesão à campanha

Mesas na praça de alimentação foram adesivadas, totem com o teste do violentômetro está disponível  na subida da escada rolante para a praça de alimentação, folders estão nos guichês de estacionamento e no SAC.

Lojas de produtos femininos também colocaram o adesivo da campanha em seus provadores. Mulheres que quiserem denunciar uma situação deste tipo podem procurar o SAC, onde  receberão todas as orientações.

Em abril, os funcionários, seguranças e lojistas passarão por treinamento prático com as juízas da Coordenadoria da Mulher do TJAL e com a Patrulha Maria da Penha. Em setembro, haverá ações educativas voltadas à prevenção e combate à violência contra a mulher.

Mesas na praça de alimentação foram adesivadas. Foto: Adeildo Lobo