1 de março de 2024Informação, independência e credibilidade
Política

Lula defende e elogia Tarcísio, que foi vaiado em evento com o presidente

“Não dá para querer dar um golpe, invadir o prédio de São Paulo. É voltar para casa, se preparar e disputar outra vez e respeitar quem venceu as eleições”, disse o presidente

Durante evento, que marca o aniversário de 132 anos do Porto de Santos, no litoral paulista, presidente Lula (PT) e o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), dividiram o palco. E o governador foi vaiado pelos presentes, precisando ser auxiliado por Lula.

Ambos anunciaram investimentos na região e decidiram lançar juntos uma parceria para construção de um túnel entre Santos e Guarujá. União que não foi respeitada pelo público presente, que vaiou o governador.

Quando Tarcísio foi vaiado assim que subiu ao púlpito, Lula discursou em seguida e afirmou que o governador “merece ser tratado com muito respeito”.

“Não dá para querer dar um golpe, invadir o prédio de São Paulo. É voltar para casa, se preparar e disputar outra vez e respeitar quem venceu as eleições”.

Lula argumentou que é preciso “restaurar o país à normalidade”. Ele acrescentou que Tarcísio terá “tudo aquilo que é necessário” do Executivo para governar o estado de São Paulo.