22 de abril de 2024Informação, independência e credibilidade
Política

Lula indicará Flávio Dino ao STF e Paulo Gonet para a PGR

Aliados anteciparam escolha do presidente, que anunciará de forma oficial hoje antes da viagem à Arábia Saudita

O presidente Lula (PT) bateu o martelo e escolherá o ministro da Justiça, Flávio Dino (PSB), para uma cadeira no STF (Supremo Tribunal Federal) e Paulo Gonet para o comando da PGR (Procuradoria Geral da República).

O anúncio oficial será nesta segunda (27), antes do embarque do petista para Arábia Saudita. As escolhas foram confirmadas pelo presidente a aliados neste domingo (26).

De forma otimista, o entorno do presidente acredita que os nomes sejam aprovados no Senado antes do recesso parlamentar, com início em 23 de dezembro.

O presidente deixou os cargos vagos por mais de 50 dias, apesar de Dino ser considerado favorito ao posto desde outubro, quando Rosa Weber se aposentou do Supremo. A avaliação é que, com a bagagem jurídica que tem, Dino é capaz de ser um magistrado influente na corte.

Dino, no entanto, não é unânime nem mesmo no PT. Alguns aliados de Lula defendiam que ele nomeasse o advogado-geral da União, Jorge Messias, por ser mais próximo do partido.

Pessoas próximas do presidente chegaram a dizer que Dino estava enfraquecido pela postura do Ministério da Justiça em razão das crises de segurança enfrentadas por alguns estados, como Bahia e Rio de Janeiro.

Em relação a Gonet, Lula chegou a ouvi-lo em setembro, quando também teve encontro com o subprocurador Antonio Bigonha, que tem apoio massivo no PT e era apontado como principal favorito.