18 de abril de 2024Informação, independência e credibilidade
Política

‘Marielle Franco acabou P… não tem nenhuma P… aqui’, grita deputado bolsonarista

Após baixar o nível extremista na Comissão de Direitos Humanos da Câmara, deputado foi chamado de torturador e matador

Deputado Eder Mauro xinga Marielle Franco e gera confusão na Câmara dos Deputados

O deputado federal Eder Mauro (PL-PA) causou indignação entre seus colegas parlamentares durante a sessão da Comissão de Direitos Humanos da Câmara nesta quarta-feira (13) ao fazer comentários polêmicos sobre Marielle Franco (PSOL-RJ).

“Marielle Franco acabou, porra. Não tem porra nenhuma aqui”, declarou o deputado bolsonarista, que também acusou colegas de esquerda de não se posicionarem sobre ataques feitos pelo grupo terrorista Hamas contra Israel e que “feministas defendem bandidos do Rio”.

A reação foi imediata, com a deputada federal Talíria Perrone (PSOL-RJ) chamando Eder Mauro de “torturador” e “matador”. Ela recebeu o apoio dos parlamentares Daiana Santos (PCdoB-RS) e Pastor Henrique Vieira (PSOL-RJ).

O embate ocorreu durante uma audiência pública sobre “economia do cuidado” e também envolveu os deputados Gilvan da Federal (PL-ES) e Hélio Lopes (PL-RJ), que fazem oposição ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Marielle Franco foi eleita vereadora pelo Rio de Janeiro em 2016 e dois anos depois foi assassinada, juntamente com o motorista Anderson Gomes. A justiça ainda investiga quem foi o mandante do crime.