1 de março de 2024Informação, independência e credibilidade
Maceió

MP arquiva a terceira tentativa de paralisação da aquisição do Hospital da Cidade

Comprado com indenização da Braskem, o Hospital do Coração é o primeiro hospital público municipal da história de Maceió

MP arquiva a terceira tentativa da oposição contra Hospital da Cidade
Foto: Itawi Albuquerque / Secom Maceió
O Ministério Público de Alagoas decidiu pelo arquivamento de mais uma tentativa de paralisar o processo de aquisição do Hospital da Cidade. A promoção de arquivamento foi assinada pela Promotoria de Justiça da Capital no dia 16 de janeiro e se junta a outras duas ações, que desde o ano passado buscam interromper a entrega da unidade.

Em outubro do ano passado, o Ministério Público de Contas recusou o pedido argumentando “absoluta falta de indícios e de verossimilhança das alegações”, conforme mostra o documento. Um mês depois, foi a vez do Tribunal de Contas do Estado (TCE) não conceder medidas cautelares e negar a representação desse grupo oposicionista.

A aquisição do Hospital da Cidade já foi motivo de três auditorias independentes, feitas por diferentes escritórios de engenharia, credenciados pelo Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias (Ibape-AL). O Ibape é o órgão oficial para analisar e periciar avaliações de imóveis desde o final dos anos 1950, com atuação nacional. Os três laudos apontaram para viabilidade técnica e financeira da aquisição.

O Hospital do Coração é o primeiro hospital público municipal da história de Maceió, sendo o mais moderno e bem equipado do Nordeste. Os atendimentos aos pacientes do SUS já começaram e mais de 1650 exames de tomografia, ultrassom, ecocardiograma e Mapa foram realizados.