24 de maio de 2024Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Mulheres advogadas de Alagoas debatem temas relevantes durante Conferência Estadual

Abertura do evento aconteceu nessa quinta-feira, com palestras magnas da Conselheira Nacional dos Direitos da Mulher, Alice Bianchini, e da professora e pesquisadora de Comunicação Não Violenta, Lázara Carvalho

Teve início na noite dessa quinta-feira (2), em Maceió, a II Conferência Estadual da Mulher Advogada, que está reunindo profissionais de todos os municípios alagoanos para discutir pautas de grande relevância para a sociedade e para o desempenho das atividades profissionais da advocacia feminina. O evento, realizado no Hotel Ritz Lagoa da Anta, tem continuidade ao longo desta sexta-feira (3), com diversos assuntos sendo colocados em debate.

Com o tema “Mulheres visionárias: superando desafios, transformando o mundo”, a Conferência, realizada pela Ordem dos Advogados do Brasil em Alagoas (OAB/AL), por meio da Comissão da Mulher Advogada, da Comissão Especial da Mulher e da Ouvidoria da Mulher, foi aberto com as palestras magnas da Conselheira Nacional dos Direitos da Mulher, Alice Bianchini, e da professora e pesquisadora de Comunicação Não Violenta, Lázara Carvalho.

Diversas autoridades marcaram presença na noite de abertura. Em seu discurso, o presidente da OAB/AL, Vagner Paes, destacou o protagonismo das mulheres na atual gestão, ressaltando o fato de três delas terem assumido a presidência da Ordem em Alagoas nos últimos dois anos e meio. Vagner citou muitas vitórias das mulheres advogadas nos últimos anos, mas também ressaltou que há ainda muita página a ser “escrita”.

“Temos que nos orgulhar de termos sido os condutores da maior conquista legislativa da pauta feminina no sistema OAB nos últimos anos, que foi a aprovação, em tempo recorde de pouco mais de dois meses, do projeto de lei que incluiu o assédio Moral e sexual na tipificação ética de nosso Estatuto. Na comitiva, eu era o único ou um dos únicos ao lado da frente feminina do Conselho Federal”, afirmou Vagner.

A presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB/AL, Cristiana Maya, falou sobre os inúmeros desafios enfrentados pelas mulheres ao longo da história, ressaltando a importância do diálogo para a valorização da mulher advogada.

“Hoje, temos aqui reunidas muitas vozes, diferentes vozes, mas todas com um só propósito: a valorização da mulher advogada. Precisamos abrir o diálogo em todas as esferas em busca da igualdade de gênero e do cumprimento das leis, como a Maria da Penha”, afirmou.

A presidente da Comissão Especial da Mulher Advogada, Cris Lúcio, ressaltou as histórias de luta e superação que cada advogada presente ao auditório carrega, reafirmando a necessidade de apoio entre elas.

“Aqui, vejo muitas histórias de coragem, determinação e conquistas. A história da mulher advogada é uma história de conquistas. Cada uma de nós carrega consigo histórias de muitas batalhas nos tribunais. Que possamos continuar sendo exemplos de força e amor pelo que fazemos. Mulheres, não somos rivais. Somos a revolução”, concluiu.

Entre os temas a serem debatidos nesta sexta-feira, estão Violência de Gênero e Assédio na Advocacia; Do Atendimento a Concessão: tudo sobre Processo Administrativo para Averbação Rural; Mulheres em Espaços de Poder e na Política; Como alavancar sua carreira e planejar seu futuro: Comunicação, habilidades comportamentais e planejamento financeiro para advogadas; Tribunal do Júri na Prática; Gestão por Elas; Reforma Tributária – Desafios e Oportunidades e Lawfere de Gênero e Prerrogativas.

Também serão discutidos assuntos como Letramento Racial no Combate ao Racismo; Mediação, Práticas Colaborativas e o uso da Constelação Familiar; Marketing Jurídico e Tribunal de Ética; Julgamento com Perspectiva de Gênero e Protocolo de Acolhimento; Branding e Produção de Conteúdo para Advogadas e Violência de gênero.