22 de maio de 2024Informação, independência e credibilidade
Expresso

Município de Viçosa recebe ações de combate à dengue

Iniciativa levou nesta quinta ações educativas para a população e estudantes da cidade

Durante a ação educativa, que reuniu crianças das escolas municipais, os pequenos aprenderam sobre o ciclo de reprodução da fêmea do Aedes aegypti. Foto: Marco Antônio / Ascom Sesau

As secretarias de Estado de Saúde (Sesau) e Municipal de Saúde de Viçosa realizaram, nesta quinta-feira (2), uma ação educativa para prevenção e combate à dengue na cidade situada no Vale do Paraíba. A iniciativa, que foi promovida em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, reuniu também a comunidade escolar, uma vez que os alunos são agentes multiplicadores das medidas preventivas.

Durante a ação, a população recebeu informações sobre os sintomas da dengue e os técnicos da Sesau e da SMS também conscientizaram os moradores sobre os métodos eficazes de prevenção à reprodução do Aedes aegypti, mosquito transmissor da doença. Para o secretário de Estado da Saúde, médico Gustavo Pontes de Miranda, as ações são essenciais para o combate à dengue em Alagoas.

“O conhecimento é sempre a maior arma contra a dengue. Com a ajuda da população iremos vencer esse desafio e nocautear a doença em Alagoas. Isso porque mais de 70% dos criadouros do mosquito Aedes aegypti estão situados nas residências e, deste modo, é necessário que a população adote as medidas de prevenção”, orientou o gestor da saúde estadual.

 Parceria

Para a enfermeira Naara Nascimento, assessora técnica do setor de arboviroses da Sesau, a parceria com a comunidade escolar é importante, pois educa as crianças como evitar a doença. “É essencial que as crianças sejam informadas sobre os sintomas da dengue e como evitar os focos do Aedes aegypti. Essa medida orienta para que a população saiba quando procurar assistência médica, bem como, apreenda ou recorde a respeito das medidas de prevenção contra o vetor da doença, que também transmite o zika e a chikungunya”, destacou.

 

Segundo o agente de endemias da Sesau, Isaac Lamek, a população e os estudantes foram ensinados a evitar locais com exposição ao sol e que armazenam água limpa, bem como, sobre o ciclo de reprodução da fêmea do Aedes aegypti. “Não manter nas residências vasos de plantas aquáticas, fechar as caixas d’água, limpar as calhas, guardar pneus e garrafas em locais cobertos, não acumular entulhos e sucatas, além de eliminar a água de garrafas, potes e vasos são as medidas para prevenir a proliferação do Aedes aegypti. Essas ações simples podem fazer a diferença nesse momento de luta contra o mosquito”, reforçou.

 

Já a professora Adriane Xavier, que trouxe os alunos do Centro de Educação Infantil Professora Maria Salete, elogiou a iniciativa da gestão estadual de saúde e da municipal em educar as crianças sobre o tema. “Trazer as crianças para a luta contra a dengue mobiliza todas as famílias. As crianças têm um poder multiplicador da informação que influencia toda a comunidade”, reforçou a professora.

 

Participando da ação educativa, Enzo de Oliveira, de 5 anos, explicou que a luta contra a dengue é de todos os alagoanos. “Todo mundo tem que participar para derrotar esse mosquito malvado, que faz mal para a gente, Por isso, vou pedir para mamãe e papai não se descuidarem”, ensinou com sabedoria.